Recomendação musical: Kenshi Yonezu

Eaê povo, tudo em riba?

Venho hoje com – vejam só! – uma recomendação musical: ninguém menos que o grande e único Kenshi Yonezu, um nome que vocês já devem ter ouvido por aí; se não ouviram, faço questão de que ouçam agora.

kenshi-yonezu-bb-international-2018-billboard-1548

Toma uma foto do homem só pra ninguém falar que não coloquei.

Tenham em mente que eu comecei a escrever esse post logo depois de assistir à apresentação dele no Kouhaku Uta Gassen (o show da virada da rede NHK) de 2018; acreditei por um ano inteiro que ele nunca iria aparecer num programa desses, só pra ele decidir de última hora que ia, então entendam que eu estava levemente emocionada.

(Isso aqui em cima é um vídeo da apresentação dele)

Kenshi Yonezu é atualmente um dos grandes nomes do Jpop/Jrock/que seja; é só olhar uma semana aleatória na lista de mais vendidos que você vai encontrar alguns dos singles dele lá (é mais certo dizer que eles ficam por lá direto; isso no final de 2018/começo de 2019, que é quando eu comecei a escrever esse post). Apesar disso, não sei dizer quando ele chegou nesse ponto, porque pra mim pareceu da noite pro dia. Ele com certeza já era famoso quando eu conheci, mas não acho que tivesse o alcance que tem hoje.

Ah, você acha que eu tô exagerando. Quem é esse homem que nunca vi mais gordo magro? Pois eu digo que provavelmente você já ouviu alguma música dele por aí. Vou começar pelas mais óbvias: primeiro, Peace Sign, abertura de Boku no Hero Academia:

Ai mas eu não assisto BNHA Tudo bem, eu também não. Pois eu digo que ele também canta orion, encerramento de Sangatsu no Lion:

Ain mas eu não vejo muita série de anime, não teria um filme ou algo assim? Tudo bem. Lembra de Uchiage Hanabi, aquela música da DAOKO que fez mais sucesso que o filme estranho de nome comprido que ela acompanha? Sabe quem é aquela pessoinha que canta junto dela? E sabe quem compôs? Isso mesmo:

Ainnn mas eu nem gosto de anime. Não teria um dorama?Tudo bem. Eu lhes apresento Lemon, tema do dorama médico Unnatural que conseguiu simplesmente ser a música mais ouvida no Japão em 2018 segundo a Billboard (dá um ctrl+F rápido nessa lista e você vai achar nada menos que sete músicas dele no top 100 de 2018, o que é mais que o Arashi conseguiu):

Entenderam quem é o sujeito? A impressão que eu tive foi de que a NHK teve que implorar pra ele participar do Kouhaku, e que o time branco só ganhou porque os fãs dele votaram em massa; sem falar que ele não tinha nem aparecido ainda e já tinham tocado duas músicas dele no programa (Uchiage Hanabi e Paprika). Mas espera que eu vou puxar o saco dele mais um pouco, então espero que vocês acabem fãs loucos que nem eu.


Links oficiais: Youtube | Niconico | Twitter | Site oficial | Piapro | Pixiv

Tá, alguns dados objetivos: Kenshi Yonezu nasceu em 1991 em Tokushima, Shikoku. Além de compor as próprias músicas, ele também escreve as letras, toca guitarra, canta, faz arranjo e mixagem, desenha e/ou dirige vários dos próprios vídeos (inveja, alguém?). E que tipo de música o sujeito canta? Vários tipos. Se eu fosse resumir em uma palavra só eu diria rock, mas isso seria reduzir um pouco demais. Tem tanto músicas bizarras quanto canções de amor bem melosas. Umas fofinhas e outras simplesmente macabras. Algumas animadas, outras tristes, e a maioria não faz muito sentido (ou tem o sentido que você quer que tenha). Acho que a única coisa que une todas elas é que são todas bem ~Yonezu~. Se é que isso faz algum sentido.

Aparentemente, pouco restou da banda que ele formou no ensino fundamental, a Late Rabbit Edda; porém existe uma parte antiga do trabalho dele que merece ser mencionada: antes de fazer músicas com o próprio nome, Yonezu foi produtor de Vocaloid (que é o título dado às pessoas que compõem e postam músicas feitas com o software), e até hoje o nome Hachi tem um peso absurdo na área. Sim, você leu direito: Hachi. Você está diante da mente que compôs Matryoshka:

~NE NE NE MOTTO IPPAI MATTE CHOUDAI~

~KALINKA? MALINKA? GEN WO HAJIITE~

~KONNA KANJOU DOU SHIYOU KA?~

~CHOTTO OSHIETE KURENAI KA?~

Desculpa, me distraí.

Entre outras músicas de Vocaloid que você talvez conheça, eu destacaria Musunde Hiraite Rasetsu to Mukuro, WORLD’S END UMBRELLA, Panda Hero e Lynne. Mas pera que não para por aí! Vou só dar um tempo nisso pra seguir o resto da carreira dele.

Em 2012, Yonezu começou a lançar músicas com o próprio nome, a começar por Go Go Ghost Ship (Go Go Yuureisen), que, até hoje, eu considero minha música favorita (dizer que é a obra-prima dele talvez seja um pouco demais então vamos deixar assim; de qualquer forma, ainda tem muita coisa nessa letra e nesse vídeo que eu acho que merece ser analisada):

A partir daí ele fez o seu sucesso, mas nada estrondoso. Tivemos vivi, MAD HEAD LOVE e a melosa e claramente mais famosa de todas, Eine Kleine:


A coisa deu uma ligeira estourada em 2016, quando saiu o vídeo de LOSER. Não era a primeira vez que ele mesmo aparecia em um dos vídeos, mas era a primeira vez que ele aparecia dançando (e com um tapete na cabeça):

(Na verdade, eu tenho que admitir que nunca tinha assistido vários vídeos dele. Escrever esse post foi uma boa desculpa pra fazer isso finalmente.)

A partir daí os vídeos com animações que ele mesmo desenhava deram uma boa diminuída (acho uma pena mas enfim, fases são fases), e a maioria ficou só no filmado. Foi nesse ponto também que ele começou a fazer sucesso compondo música para anime (já coloquei esses lá em cima, então não vou repetir), e aí que eu percebi que os álbuns dele nunca saíam das listas de mais vendidos. Neste momento em que eu escrevo, os lançamentos mais recentes são Flamingo e TEENAGE RIOT:


Mas ele nunca mais compôs música de Vocaloid? Bom, na verdade compôs sim. Aparentemente, ele costumava separar as músicas que compunha como Hachi e como Kenshi Yonezu como duas fases diferentes (info da Wikipédia, mals), mas essa barreira vem se dissolvendo com o tempo. O último dos seus sucessos da era de ouro Hachi, que é Panda Hero, saiu no começo de 2011, e o fluxo de uploads de Vocaloid deu uma parada com o início da sua carreira Yonezu. Depois disso, Hachi só deu o ar da graça duas vezes: a primeira foi em 2013, com Donut Hole:

A segunda vez foi em agosto de 2017, celebrando nada menos que o aniversário de 10 anos da Hatsune Miku (pra quem não manja de Vocaloid, é a personagem mais famosa). Pois a música foi encomendada para ser o tema principal da série anual de concertos Magic Mirai (o de 2017 era especial exatamente por causa do aniversário), e é muitas vezes interpretada como uma metáfora de toda uma década de sucesso do Vocaloid e seu atual estado de declínio, fazendo referência inclusive a várias outras músicas famosas. Se você acha que isso é exagero, então eu fico quieta e digo apenas que é uma baita música: eis Sand Planet:

(Curiosidade sobre essa música: o título original é Suna no wakusei (“planeta de areia”), que é o título em japonês daquele livro/filme clássico de ficção científica, Duna. Portanto, fazendo referência a ele, o título oficial em inglês da música é Dune. Mas Hachi não colocou o título em inglês quando lançou o vídeo (pelo menos eu lembro que não entendi uma palavra do título quando saiu, o que significa que não tinha nada em inglês), e os fãs traduziram ao pé da letra como Sand Planet. Até hoje, mesmo sabendo o título oficial, a maioria das pessoas se refere a ela como Sand Planet.)


Além disso tudo, de vez em quando ele faz colaborações com outros músicos, temas pra propagandas (se não me engano, Flamingo é música de um fone de ouvido da Sony) e coisas assim em geral. Além da música com a DAOKO, fez sucesso essa aqui, Haiiro to Ao, que ele canta junto com o ator e cantor Masaki Suda:

Também tem essa chamada Paprika, cantada por esse grupo fofenho de crianças chamado Foorin. Aparentemente é uma “música de torcida” da NHK para 2020 (suponho que as olimpíadas); detalhe que aparentemente esse vídeo não funciona inserido em outros sites, então você vai ter que assistir direto no YouTube:



Ufa, coloquei um bocado de vídeo. Vou dar umas informações finais e fico quieta depois.

Álbuns

yonezu capas

Até agora, Kenshi Yonezu lançou quatro álbuns: Diorama (o branco), Yankee (o vermelho), Bremen (o verde) e BOOTLEG (o que sobrou e que tem o título escrito bem grande). Coloquei um link pro crossfade de cada um deles, mas o primeiro e o último estão inteirinhos no Spotify, então façam a festa:

(Aliás, BOOTLEG tem um auto-cover do próprio Yonezu cantando Sand Planet. Yankee tem um de Donut Hole.)

E os outros dois álbuns, não vão aparecer por lá? Olha, em teoria eles estão lá (pelo menos Yankee está), mas não para o nosso país. Por outro lado, da primeira vez que eu vi, Diorama nem estava disponível ainda, então é possível que seja uma questão de tempo (burocracia, como sempre). Enquanto o resto não aparece, tem até uns singles dele, incluindo o grande sucesso Lemon:

Já os álbuns como Hachi estão numa página diferente. São dois, Hanataba to Suisou e OFFICIAL ORANGE, mais os singles de Donut Hole e Sand Planet:

Se estiver procurando por mais diversão, lembre-se que tudo que faz sucesso na internet tem covers, principalmente se for de Vocaloid. Ia até colocar uma lista completa dos meus covers favoritos aqui, mas vou me conter e deixar só o Sand Planet do Soraru e do Mafumafu:

Para traduções das letras de música dele, surpreendentemente até que dá pra achar alguma coisa em português, por exemplo nesse lugar que antigamente se chamava Terra Letras (já faz tempo que não chama mais isso então eu é que tô ficando velha) (socorro que Hachi tá escrito como “Hashi”, alguém conserta isso pelamor). Eu geralmente vejo as traduções para o inglês, em especial as dessa pessoa chamada vgperson, que é uma grande fã do Yonezu. Além das letras de música (dele e de várias outras músicas de Vocaloid), essa pessoa também traduz entrevistas e o Twitter do Yonezu. Divirtam-se.


A última coisa que eu vou falar é meio pessoal. Suponha que você ouviu algumas músicas desse post e ficou com isso aqui na cabeça:

“Mas eu nem gostei tanto assim das músicas dele. É legal e tudo, mas não achei especial nem nada.”

Olha, vou contar uma coisa que acontece sempre comigo: da primeira vez que eu ouço as músicas dele, em geral eu não gosto. Daí eu ouço de novo depois de um tempo e gosto. Não sei por que isso acontece, mas é meio que uma regra geral pra mim. Então sim, da primeira vez que eu ouvi Sand Planet, achei chato. Algumas semanas depois, tinha decorado a letra inteira. Posso citar casos semelhantes com várias músicas dele, mas não vou pra não encher demais o post. Digo apenas que atualmente eu tô gritando ~ANATA FLA-FLA-FLA-FLAMINGO~ que nem uma retardada toda vez que eu vejo um flamingo (só queria contar que: depois da vez que eu tentei cantar essa música pra um bando de flamingos no zoológico, eu venho sido perseguida por objetos com estampa de flamingo por todos os lados. Não me surpreenderia se daqui a pouco aparecessem uns flamingos de verdade e eles me devorassem; se eu sumir, vocês já sabem o que foi) (MENTIRA QUE OS FLAMINGOS DO ZOOLÓGICO NEM ME OUVIRAM, EU TAVA LONGE E NEM LEVANTEI A VOZ) (acho que flamingos estão na moda, paciência que flamingo is the new unicórnio).

Mas eu ouvi de novo as músicas depois de um tempo e continuei sem gostar *risos nervosos*”

Filho, tudo bem. Ninguém é obrigado a gostar de nada, e as pessoas têm gostos musicais diferentes. É uma pena que você não goste, mas agradeço por ter lido meu post e tentado do mesmo jeito. Pelo menos você agora sabe quem é o homem e não vai ficar com cara de perdido quando vier aquele seu amiguinho otaku chato gritando “Kenshi Yonezu isso, Kenshi Yonezu aquilo” etc. (claramente eu esse amiguinho otaku).

Vou acabar só com mais alguns desenhos dele. É pra mostrar a minha apreciação pelas capas personalizadas que ele faz para os singles de música de anime; no caso, as de Sangatsu no Lion e Boku no Hero Academia:

yonezu capas2

Quem assiste Sangatsu no Lion sabe que no final de cada episódio tem uma imagem de um artista convidado. Por acaso (ou não), Yonezu fez a imagem do episódio 25 (ou 03 da segunda temporada), que é essa aqui embaixo. Quem quiser ver as dos outros episódios, estão todas no site oficial.


É isso, povo. Ouçam bastante Kenshi Yonezu e até a próxima! (PS.: Ouçam Shunrai)

~Xícara entra de volta no armário da cozinha e desaparece~

 

4 Respostas para “Recomendação musical: Kenshi Yonezu

  1. Xícara, você tá de parabéns por panfletar esse cantor! Eu também amo MUITO as músicas dele, então fiquei super feliz quando vi o seu post~
    Enquanto lia, lembrei de que conheci Orion antes de assistir Sangatsu e que acabei dando um gritão quando a música começou a tocar no encerramento do anime (Yonezu e Sangatsu juntos… meu coração deu tela azul na hora kkkkk)

    Curtido por 1 pessoa

    • Gente, eu fico muito feliz quando encontro mais gente que gosta do Yonezu. É nessas horas que eu tenho fé na humanidade de novo *—*
      Eu também já ouvia Orion antes de assistir Sangatsu, mas eu já sabia que ela ia tocar lá. Bom, o anime que já era bom ficava ainda melhor, então eu fiquei feliz do mesmo jeito hueheuheuheuhe

      Curtido por 1 pessoa

  2. EU ACHAVA QUE NÃO CONHECIA!!! Mas até que achei um bocadinho das musicas que vc colocou os videos ai conhecidas, nunca tinha me atentado só para o cantor em si, ouvia bem no aleatório mesmo, mas depois dessa e de ver que tem tudo bonitinho lá no Spotify, eu vou ouvir mais com certeza! Obrigada pela indicação Xícara o/

    Curtido por 1 pessoa

    • Ahhh, viu só? Sabia que isso ia acontecer! Não tem como não ter ouvido Yonezu em algum lugar.
      Que bom que ficou com vontade de ouvir, espero que goste ainda mais! ^^

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s