Indicação - manhwa

EU INDICO: 10 manhwas de ação, aventura e fantasia.

Olá! Como vai? Tudo ótimo? Tudo bem?

Chegou a hora de se viciar!

200

Sempre quis usar esse gif do Light…

Quem me conhece sabe o quão sou viciada em manhwas, sejam eles das demografias seinen, shounen, shoujo ou josei. Recentemente, minhas listas de manhwas shoujo/josei têm feito muito sucesso aqui no blog, então tive a ideia de criar uma para manhwas de ação, aventura e fantasia. Geralmente indico cerca de 10 obras por lista, mas nesta indicarei apenas 5, pois foram as que mais gostei. Espero que curtam, já que essa lista tá perfeita demais.

Lembrando que o sentido da leitura de manhwas é da ESQUERDA pra DIREITA.


Antes de começar, vamos para uma explicação rápida:

Manhwa, Manhua, Mangá, Webtoon e Webcomic são a mesma coisa? Não!

  • Manhwa: termo utilizado para se referir aos quadrinhos coreanos. Ao contrário dos mangás, a leitura dos manhwas é feita de maneira ocidental, da esquerda para direita, devido a forma de escrita. Alguns são preto e branco, mas também podem ser coloridos. Particularmente, adoro a arte sul-coreana. Estão vinculados com a forma impressa, mas também podem possuir formas digitais.
  • Manhua: termo utilizado para se referir aos quadrinhos chineses. A maioria possui traços realistas, bem detalhados e geralmente são coloridos. Entretanto, a questão do traço está mudando recentemente, alguns são simples, outros mais realistas e outros bem “norte-americanizado”. O sentido de leitura é da direita para esquerda. Estão vinculados com a forma impressa, mas também podem possuir formas digitais.
  • Mangá: esse aqui todo mundo sabe. É o termo utilizado para se referir aos quadrinhos japoneses. É caracterizado por possuir personagens expressivos com olhos grandes, arte não muito realista e serem publicados em preto e branco – apesar de que alguns apresentam capas coloridas em publicações especiais. Sentido de leitura: direita para esquerda. Estão vinculados com a forma impressa, mas também podem possuir formas digitais.
  • Webtoon: foi um termo que surgiu na Coréia do Sul e representa obras disponibilizadas para leitura online. Webtoon é uma forma diferente de fazer quadrinhos, que tem como característica ser publicado digitalmente em infinite scroll para se adaptar ao uso de celulares, tablets e etc. Inclusive, alguns possuem sons e efeitos especiais. Exatamente por essas características, webtoon é uma forma de fazer quadrinhos que une dois meios: o quadrinho e o digital. Não tem nada a ver com nacionalidade, apesar desse termo ter surgido na Coreia do Sul. Ou seja: é uma forma específica de fazer quadrinhos, que pode ser feita tanto na Coreia do Sul, como Japão, China e outros países. Logo, isso começou chocar com o conceito de webcomic também, que vou explicar posteriormente. Lembrando que webtoons estão fundamentalmente vinculados com a forma digital, mas podem também possuir versões físicas, com é o caso de Solo Leveling (que é manhwa e webtoon). Aliás, muito site, inclusive alguns de referência erram ao diferenciar webcomic de webtoon.
  • Webcomic: ok, até agora você deve tá pirando, mas calma que você vai entender. Webcomics geralmente significa “quadrinhos publicados em um site”. Qual a fucking diferença entre webcomics e webtoons? O modelo. Enquanto webtoons possuem a filosofia base de mesclar quadrinhos com tecnologia: ter infinite scroll, sons e sempre se adaptar à tecnologia, a forma do webcomic não tem isso. Webcomics são disponibilizados na internet também, porém são paginados. Ou seja: a principal diferença aqui é o modo de leitura. Sabem aqueles espaços em branco enormes que existem em webtoons? Não existe aqui, vou explicar isso posteriormente em um post mais aprofundado.
  • Moral da história: eu e o resto da internet decidimos categorizar os termos por nacionalidade para evitar confusão e analisar se encaixa entre as formas/estilos de webtoon ou webcomic. Exemplo: O quadrinho é de origem japonesa? Mangá. O quadrinho é de origem sul-coreana? Manhwa. O quadrinho é de origem chinesa? Manhua. Se uma obra se encaixa no conceito de webtoon ou webcomic, com todas suas características supracitadas, então colocarei aqui também. Por isso, estarei colocando nacionalidade e forma/estilo na ficha técnica das minhas indicações, uma vez que alguns são de origem sul-coreana ou chinesas, mas que ainda se encaixam na forma/estilo de webtoon ou webcomic.

Para quem quiser entender mais sobre essas diferenças de uma forma específica e aprofundada, clique no título do post abaixo:

Qual a diferença entre manhwa, manhua, mangá, webcomic e webtoon?

Caso tenham tempo: leiam, vocês vão achar muito informativo e interessante. Tentei explicar as diferenças me baseando em artigos científicos de linguagem, monografias e narrativa gráfica.

~ Fim da explicação ~


AVISO

Inicialmente, essa lista tinha apenas 5 indicações. Decidi atualizá-la e colocara +5 manhwas, assim fecharia o post com 10 obras. Além disso, coloquei 5 menções honrosas. Tomei essa decisão para não ficar um post segregado com poucas indicações. Caso exista uma parte 2 dessa lista, manterei a ordem de 10 obras por post + menções honrosas.

(Lista de indicação abaixo com ficha técnica completa linkada nos títulos)


 

1) TOWER OF GOD  – O manhwa dos jogos

ToGAUTORES: SIU (história e arte). NACIONALIDADE: Coreia do Sul (Manhwa). FORMA/ESTILO: Webtoon. STATUS: Em andamento com +470 capítulos. ANO: 2010.

SINOPSE: “O que você deseja? Dinheiro e riqueza? Honra e orgulho? Autoridade e poder? Vingança? Ou algo que transcende a todos eles? O que quer que você deseje – isso está aqui.”

Bam, que ficou sozinho a vida inteira entrou na torre para perseguir sua única amiga, Rachel, mas como ele sobreviverá sem ter nenhuma força ou poder especial?

COMENTÁRIO: TÁQUEPARIU, ISSO AQUI É BOM DEMAIS! Sem brincadeira, Tower of God é uma das melhores obras que li na minha vida. Se páh, ouso até dizer que foi o melhor manhwa shounen que conheci. Simplesmente fantástico. É incrível como o autor consegue criar um universo tão rico e interligar quase 500 capítulos sem se perder, nenhum detalhe dentro da história é desperdiçado… parece um quebra-cabeças maluco em que cada peça possui seu devido valor e função.

As pessoas sempre me perguntam:

“Por que muita gente é fanática por Tower of God?”

unnamed

A resposta é óbvia: porque é bom pra caralho. Tower of God tem uma coisa linda chamada organização. ToG provavelmente será uma das únicas obras que vocês verão um manhwaga (autor de manhwa) tentando coordenar e desenvolver quase 50 personagens em um universo pirado que extrapola as leis da física. E detalhe: ele faz isso sem abandonar a essência da história e sem bagunçar o enredo. A diversidade deste manhwa é imensa, algumas pessoas até o comparam com One Piece, mas sinceramente? Oda que me desculpe, mas Tower of God está em outro nível de transcendência. Quem leu ToG sabe o que estou dizendo… o enredo é surreal! Tem 10 anos de publicação, quase 500 capítulos e nós ainda nem sabemos se está na metade da história! Cara, isso é muito louco. Se o manhwaga terminar isso antes de 5 anos: ok, mas nossa comunidade acredita que ainda tem muito chão pela frente (mesmo se o autor decidir rushar).

Além disso, os personagens são fantásticos!

Certeza que vocês vão destilar ódio até a alma de alguns, mas os que gostarem vão servir de referência pra vida toda.

11-horz

A torre em si é um grande mistério: nós não sabemos o que ela é, quem a fez e o que tem em cima dela. Acima disso, sequer sabemos o real objetivo do manhwa. Afinal, por que as pessoas sobem a torre? Por desejos? Por verdade? Mas que tipo de verdade precisa de tantas mortes e sacrifícios?

ToG1

Por causa dessas perguntas e outras, nós vamos entrar em conflito com os personagens e começar questionar esse ideal vago de que “todas as respostas estão em cima da torre”. Alguns sobem a torre por poder, outros por vingança e outros por sonhos. Então, durante o desenvolvimento do enredo, a gente para

e começa se questionar

Quantas vidas valem um sonho?

E é a partir dessa pergunta que começamos entender a crueldade da história e a descosturar os enigmas dela, pois talvez… as pessoas não subam a torre por causa de sonhos específicos ou poder, mas porque querem ser livres.

ToG2-vert

Outra coisa legal sobre essa obra é que o autor deixa algumas notas no final de cada capítulo. Ele escreve sobre o que quis passar para os fãs através de determinadas cenas, sua vida pessoal e sobre perspectivas futuras. Quando questionado sobre suas decisões e sumiço de personagens, ele sempre responde nas notas coisas como: 

“Questionaram-me sobre a personagem x está sumida e ela está mesmo, porque não é a hora dela aparecer.”

.

“Vocês podem pensar que o grupo principal está se desenvolvendo bem devagar, mas ter fracos lutando contra inimigos gigantes é coisa de Tower of God, então espero trazer isso da melhor forma possível.”

.

Na moral, esse cara é foda até escrevendo notas de rodapé.

Aliás, você deve está se perguntando porque intitulei Tower of God de “o manhwa dos jogos”. Existe um motivo para isso: o enredo girar em torno de jogos, mistério e lutas. Eu explico um pouco disso em um post que fiz aqui. Fiquei tão fascinada pelo manhwa que fiz uma indicação individual para ele no blog. É uma das raras obras que encontramos uma mistura excêntrica de vários gêneros e variáveis como: ação, aventura, fantasia, drama, mistério, vilões imperdoáveis, teorias da conspiração, mais mistério, preconceito, orgulho, traição, over power e uma sensação absurda de querer conquistar a torre junto com o protagonista. Ou seja: se joga nessa leitura AGORA! Vocês precisam urgentemente conhecer o Deus dos manhwas!

“Mds que exagero”

Vão ler ToG primeiro que a gente conversa.

Lembrando que o anime de Tower of God será lançado dia 01/04/2020 pela Crunchyroll (porém, no MyAnimeList está informando que será no dia 02/04/2020), mas espero que vocês tenham a oportunidade de conhecer os personagens antes da animação, porque essa obra é simplesmente espetacular. É a primeira vez na história que um quadrinho coreano ganha anime (TV) por uma staff toda japonesa. Eu to contando os dias, as horas, os minutos pra essa coisa linda conquistar o mundo. Espero de verdade que a adaptação seja decente e não estraguem essa obra-prima.

P.S: Noblesse também é um manhwa coreano que ganhou animação pelo estúdio Production I.G em 2016, porém foi em formato de ONA e não TV. Por isso esse título é de Tower of God. Eu sei, não precisam falar, eu sou muito fangirl de ToG. Pior que nem escondo.


TRAILER DO ANIME:

Vi que mantiveram os traços originais do manhwa, mas acho que deveriam ter melhorado o character design de alguns personagens como o do Khun (o menino de cabelo azul no trailer) por exemplo, já que o traço do autor evoluiu pra caralho durante esse tempo. É uma observação básica, pois é um dos meus personagens preferidos e eu tenho o direito de ser exigente u.u kkkkkk

koon-horz

No mais: eu não precisava repetir, mas já repetindo… Leiam Tower of God! Tudo o que vocês leram ou assistiram até agora é uma agulha perto do enredo disso aqui.


DISPONÍVEL PARA LEITURA EM:


EDIT (01/04/2020):

PARA QUEM FOR LER OU ESTÁ LENDO TOG:

A primeira temporada é um pouco lenta, mas depois só melhora. Só melhora! Só melhoraaa!! O traço no início é ruim, então parem de reclamar e FOQUEM NA HISTÓRIA! FOQUEM NA HISTÓRIA, CARALHO! FOQUEM DESDE O INÍCIO, PORQUE TÊM DICAS DESDE O PRIMEIRO FUCKING CAPÍTULO QUE NÃO ESTÃO PRESENTES NO ANIME!

 

Mds, eu nunca pensei que usaria esse tamanho de fonte aqui, mas achei necessário colocar essa observação.

image

2) SOLO LEVELING – O manhwa das dungeons

solo-leveling-30809

AUTORES: 추공 – Chugong  (história), GEE So-Lyung (arte) e Redice Studio (arte). NACIONALIDADE: Coreia do Sul (Manhwa). FORMA/ESTILO: Webtoon. STATUS: Em andamento com +100 capítulos. ANO: 2018.

SINOPSE: 10 anos atrás, depois que o “Portal” que ligava o mundo real ao mundo dos monstros foi aberto, algumas pessoas comuns receberam o poder de caçar monstros dentro do Portal. Eles são conhecidos como “Caçadores”. No entanto, nem todos os caçadores são poderosos. Meu nome é Sung Jin-Woo, um caçador E-rank. Eu sou alguém que tem que arriscar a vida na mais humildes das masmorras. Não tendo nenhuma habilidade para mostrar, eu mal ganhei o dinheiro necessário lutando em masmorras de baixo nível. Contudo, minha vida muda depois de entrar em uma certa dungeon.

COMENTÁRIO: Se você leu a sinopse, saiba que tirei muito spoiler dela. Acredito que certos spoilers tiram a emoção da leitura. Por isso, raramente leio sinopses. Penso que vocês deveriam fazer o mesmo, histórias foram feitas para surpreender. Enfim, só coloco sinopse aqui, pois há quem goste. Mas e aí, bora falar logo sobre o que interessa…  

Por que meio mundo de gente gosta tanto de Solo Leveling? Resposta: ação e um protagonista foda pra caralho! 

2

Amados, é aqui onde os humilhados serão exaltados! No começo o protagonista é bemmm fraco, mas daí ele vai evoluindo como caçador. Acontecem algumas paradas no começo, que eu logicamente não irei falar aqui, fazendo com que ele se supere todo dia. É muito difícil falar de Solo Leveling sem dar spoiler, talvez porque o enredo é meio simples? Parece que qualquer spoiler que eu der aqui pode eventualmente estragar a experiência de vocês. É diferente de Tower of God e The God of High School que eu taco o pau em tudo, porque não sei que merda se passa na cabeça de quem escreve aquilo e eu duvido que vocês saibam também kkkkk

Apesar de ter um enredo relativamente simples, Solo Leveling cativa as pessoas pelo protagonista em si, uma vez que dificilmente ele faz merda. Ou seja: vocês não vão passar raiva lendo SL, pelo menos por enquanto. A evolução do Sung Jin-Woo é muito rápida, às vezes acho que deveria ser mais gradual. Se bem que eu não tenho nada a reclamar, afinal… vou reclamar de homem forte, bonito e inteligente? Não nessa vida. 

Saquem só essa evolução. Deus deve ter derramado ouro no design desse homem.

1-horz-horz

Na minha opinião, o que prende o leitor também é o mistério que ronda a história. Existe toda uma incógnita sobre as dungeons e sobre a evolução do protagonista, fora outras questões familiares que não me convém destrinchar aqui. Uma coisa importante também em SL é a narrativa, uma vez que o autor se foca basicamente em um personagem. Provavelmente vocês verão mais esse estilo em obras antigas, as atuais possuem uma atmosfera mais coletiva por assim dizer. Alguns dizem que isso é um limitante, mas creio que não teria como desenvolver um personagem foda desses sem apelar. Não sei como a história seguirá daqui pra frente, mas confesso que gostaria de ver o protagonista se enturmando mais com a galera.

No entanto, assim como o mangá de Major que tem um puta protagonismo exacerbado, não reclamo muito dessa característica, porque a intenção mesmo do autor é passar uma imagem onipotente para o personagem. E o protagonismo de SL é tão foda, mas tão foda, que o Sung Jin-Woo não precisa nem dizer que ele é forte, as pessoas instintivamente sabem. Como assim? Sung Jin-Woo é o tipo de protagonista que exala aquela aura foda de…

“Eu sou um Deus, criatura ridícula”

SL

ahsuahsuahsuhua

Enfim, leiam Solo Leveling! Vocês vão gostar muito da obra e se encantar pela arte! O traço desse manhwa é incrível, o que facilita bastante a leitura. É um dos poucos manhwas que consegue transpassar sentimentos pelo traço desde o início. Eu, sinceramente, não consegui achar um defeito em SL. Posteriormente, depois da primeira temporada, pode até existir, mas até agora foi pura PERFEIÇÃO. Sei que o enredo é um pouco simples, mas é uma história bem feita, bem desenhada e com um potencial enorme dos infernos. Conhecer esse manhwa foi um achado inestimável em minha vida, por isso torço para que as próximas temporadas sejam tão boas quanto a primeira.

Ainda não foi anunciado anime de Solo Leveling, porém os fãs estão com altas expectativas para esse ou próximo ano. Deixarei abaixo um trailer de SL traduzido oficialmente pela D&C MEDIA.


TRAILER DO MANHWA:

Sério… vez ou outra fico imaginando SL em anime e mds do céu!! Ia ser foda demaisss! 


DISPONÍVEL PARA LEITURA EM:

image

3) THE GOD OF HIGH SCHOOL – O manhwa do absurdo

the-god-of-high-school-8417

AUTORES: PARK Yong-Je (história e arte). NACIONALIDADE: Coreia do Sul (Manhwa). FORMA/ESTILO: Webtoon. STATUS: Em andamento com +450 capítulos. ANO: 2011.

SINOPSE: Enquanto uma ilha está quase desaparecendo da face da terra, uma organização misteriosa está enviando convites de um torneio para todos os lutadores habilidosos do mundo. Se você ganhar, poderá ter o que quiser. Eles estão recrutando apenas os melhores para lutar contra os melhores e reivindicar o título de The God of High School!

COMENTÁRIO: Esqueçam tudo o que vocês acham que é normal ou coerente ter em uma história, pois The God of Hight School tem praticamente tudo. Para o bem ou para o mal, esse manhwa é um mar gigantesco de possibilidades. A abordagem é completamente diferente, costumo dizer que se Tower of God é um dos manhwas mais organizados e constantes que já vi, The God of Hight School é o completo oposto. Mas por que o estou indicando aqui? Porque é louco demais.

Além disso, as lutas de TGoHS são incrivelmente bem desenhadas, é uma das poucas obras que a gente sente pena de quem tá apanhando.

fi

Sem brincadeira, teve uma luta que o cara passou tipo que 60% do capítulo apanhando, daí eu ia abaixando as páginas e ele continuava apanhando SEM PARAR VEI… eu fiquei tipo “MISERICÓRDIA!! SÁPORRA VAI MORRERRRR!!”. O protagonista já não é normal, daí soma-se o fato dele não ter pena do adversário = monstro.

Quanto ao enredo: confia em mim, isso aqui é pior que o Inferno de Dante. A gente não sabe o rumo da história de tão confusa que é. Começa parecendo que é um manhwa normal com gente normal, depois vira um MMA. Até aí tudo ok, então do nada poft! Virou Boku no Hero Academia? Poft! Espiritismo… poft! Mini Kyuuki fake aparece! Poft! Seita Religiosa! Poft! Anjos? Poft! Dragon Ball? Poft! Nárniaa! Poft! Espiritismo again. Poft! Ragnarok! Poft! Vaticano? Poft! Fate Stay Night. NASA????? Kage Bunshin no Jutsu.

Deu pra perceber néh?

O enredo desse manhwa é uma loucura.

Além disso, o autor de TGoHS é um otaku assumido. É impossível não rir das referências e maluquices que ele coloca na história AHSAUHSAUSHU

06-vert

Esse é o momento que vocês me xingam e dizem que não entenderam quase nada do que escrevi anteriormente. Afinal, TGoHS tem tudo aquilo que citei mesmo? Tem. Na real, tem até mais kkkkkk Nada ali faz sentido e não vai fazer sentido nem se vocês começarem pensar em um sentido. É pior que tentar entender Gintama. 

Lógico que vai chegar um momento que vocês começarão se perguntar: “Mds que merda é essa que to lendo? Não era manhwa de luta marcial??” Não tentem achar lógica nisso. Eu simplesmente não consigo parar de rir do quão louco esse negócio tá ficando. TGoHS tem muito plot twist e não tem nada a ver com o nome do manhwa. “The God of Hight School”? Quem vê pensa até que é manhwa normal de colegiais delinquentes kkkkk fomos iludidos. Enfim, se você tá procurando uma obra com lutas + coisas absurdas e não liga muito pra um enredo inconstante… então só vem! 

A Crunchyroll anunciou que tanto ToG e TGoHS terão animes em 2020, porém ainda não lançaram o trailer oficial de The God of Hight School. Pelo que parece o anime será produzido pelo estúdio MAPPA (estúdio bom) e a staff será japonesa. Entretanto, ToG lançará primeiro, então ele ficará com o título do primeiro manhwa que foi adaptado para anime com staff japonesa kkkkk bjs, sociedade.

Deixarei abaixo um dos trailers oficiais do anime feito pela Crunchyroll. Ficou muito bom, deu pra sentir bem o feeling do manhwa.


TRAILER DO ANIME:

NOTA: quando vocês estiverem lendo TGoHS e começarem pensar: “Cara, não tem como ficar mais absurdo que isso” lembrem-se de minhas palavras: TEM SIM, IRMÃOS! TEM SIMMM!! KKKKK


DISPONÍVEL PARA LEITURA EM:

image

4) THE BEGINNING AFTER THE END – O manhwa da magia

BEG

AUTORES: TurtleMe (história) e Fuyuki23 (arte). NACIONALIDADE: Coreia do Sul (Manhwa). FORMA/ESTILO: Webtoon. STATUS: Em andamento com +50 capítulos. ANO:

SINOPSE: O rei Grey tem força, riqueza e prestígio incomparáveis em um mundo governado pela habilidade marcial. No entanto, a solidão permanece bem atrás daqueles com grande poder. Sob o exterior glamouroso de um rei poderoso espreita a concha de um  homem desprovido de propósito e vontade. Reencarnado em um novo mundo cheio de magia e monstros, o rei tem uma segunda chance de reviver sua vida. Corrigir os erros do passado não será seu único desafio. Sob a paz e a prosperidade do novo mundo, existe uma ameaça oculta por destruir tudo o que ele trabalhou, questionando seu papel e a razão de nascer de novo.

COMENTÁRIO: Amigos, só digo uma coisa pra vocês… se adaptarem o manhwa igualzinho tá na novel, isso aqui vai pegar fogo! The Beginning After The End provavelmente foi o manhwa de ação e aventura que mais subestimei até agora (a começar pelo título meio idiota) e o que mais levei tapa na cara. Como disse anteriormente, essa obra é originada de uma novel e antes eu não botava muita fé, daí fui ler relutantemente o manhwa e páh: vicie e fui pra novel! Pisei os pés naquela novel e manooo… o coração chega errou as batidas! 

O PROTAGONISTA DISSO AQUI É INSANO.

ff

Gente do céu, esse menino parece a cria do Sung Jin-Woo (protagonista de Solo Leveling), só que com muito mais sangue frio. Tipo assim, muito mais. Já colocaram cenas no manhwa de coisas que duvidei que iriam adaptar da novel, então já aviso vocês de antemão: se preparem pra ver sangue e gente filha da puta morta e/ou aleijada. Em The Beginning After The End existe uma coisa chamada JUSTIÇA. Lógico que tem muito personagem desgraçado da cabeça na história, mas eles pagam. Ôh se pagam.

Mini spoiler “inofensivo”, lê quem quer: não é igual Tower of God que os caras ficam impunes (ainda) pelas atrocidades que fazem, aqui a galera paga com a reputação ou senão com a vida. Se adaptarem mesmo todos os acontecimentos da novel pro manhwa, preparem-se pra ver até gente sem os membros e órgãos particularmente importantes para o homem esmagados. Deixo isso aberto à imaginação de vocês.

b2

No geral, o manhwa ainda tá bem light e graças a Deus o traço tá melhorando. O protagonista começou brilhar agora, deve ser por isso que a galera tá surtando. Na real, o Arthur é tão foda que às vezes a gente simplesmente esquece que ele ainda é uma criança (porém com mente de adulto). Mas e aí, a história tem magia? Tem, muita na verdade. Não comentarei muito por motivos óbvios relacionados à spoilers. Sinto que falei até mais do que devia aqui.

Além disso, o enredo é bem dinâmico e repleto de fantasia. Ler The Beginning After The End é tipo do nada você ter a sensação de tá jogando um rpg enquanto assiste “treinando seu dragão”, porém no momento você tá tentando ser um caçador de recompensas quando que omg… uma carta de Hogwarts? Tipo isso, galera. A novel é 10/10, espero que adaptem tudo pro manhwa, vai ter gente chorando de satisfação em certas cenas. E apesar do autor focar bastante no protagonista, há espaço também para explorar outros personagens… rola até romance nessa obra. Uma coisa legal também é a relação que o Arthur constrói com as pessoas ao seu redor, como por exemplo o fato de agora ter uma família e se importar com eles.

Por favor, leiam antes de virar modinha. Na real, eu quero é que vire modinha mesmo. Divulguem esse manhwa pro mundo!


TRAILER DO MANHWA:

Não tem previsão de anime para essa obra e o trailer está bem simples, pois foi feito pelo site que publica o manhwa. Em todo caso, a gente torce demais para que vire anime algum dia! Ia ser louco demais! 


DISPONÍVEL PARA LEITURA EM:

Existia a tradução dessa novel para o português, porém foi retirada da internet devido à direitos autorais.

image

5) VOLCANIC AGE – O manhwa do tempo

RE

AUTORES: Jeong Jun (história) e Tomato (arte). NACIONALIDADE: Coreia do Sul (Manhwa). FORMA/ESTILO: Webtoon. STATUS: Em andamento com +120 capítulos. ANO: 2017.

SINOPSE: Ju Seo Cheon, um homem que sobrevive à era da guerra por pura sorte e se torna o ancião da facção Hwasan, apenas para viver uma vida cheia de arrependimentos e dúvidas. Enquanto ele está deitado em seu leito de morte, esperando o inevitável, ele volta ao passado …

COMENTÁRIO: Eis aqui um manhwa bem light de acompanhar, Volcanic Age tem uma pegada mais “tranquila” por assim dizer. Enquanto que o protagonista de The Beginning After The End tenta viver uma nova vida em um novo mundo, Ju Seo Cheon tenta consertar as merdas que aconteceram no passado através de seu conhecimento. A história em si é bem simples, mas ótima de se acompanhar, pois raramente nos estressamos ou passamos raiva com personagem fdp, além de que o protagonista é um cara bastante pé no chão.

vol

Na verdade, Volcanic Age também é originado de uma novel. Contudo, ainda não tive tempo de conferir, uma vez que to acompanhando bastante coisa. O traço da obra é muito bem feito também, fora que o enredo não gira em torno apenas de lutas e etc: tem todo um jogo político por trás. A história também abre espaço pra gêneros como romance, mas nada muito “ôhhhh tem glitter rosa voando aqui”. Uma coisa que vi a galera reclamando durante os capítulos é a questão do sangue, já que o protagonista é um espadachim e não mostram o sangue dos adversários no manhwa. Eu fiquei tipo: “Mds gente, que tara doida é essa que vocês têm por sangue? O que vocês querem abrir? Um laboratório hematológico?”. Contudo, esse “problema” foi resolvido pelo ilustrador vários capítulos depois. Nesse dia, a galera meio que entrou em comoção…

sangue

AHSUASHUASHAUSHUASH

Não vou mentir que também não me emocionei, até porque é foda um spadachim não mostrar um pouco das suas habilidades enquanto aquele líquido vermelho fofo jorra pelo ar. #Parei kkkkkkk emoção bateu forte agora. Mas enfim, leiam Volcanic Age! O manhwa ainda possui poucos capítulos comparado com ToG e TGoHS, porém acredito que a história está ficando cada vez melhor e que possui ainda muito potencial.

Infelizmente não achei nenhum trailer de Volcanic Age para colocar aqui.


DISPONÍVEL PARA LEITURA EM:

image

6) THE SECOND COMING OF GLUTTONY O manhwa do semáforo/aquarela

glu

AUTORES: Ro Yu-jin (história e arte). NACIONALIDADE: Coreia do Sul (Manhwa). FORMA/ESTILO: Webtoon. STATUS: Em andamento com +45 capítulos. ANO: 2019.

SINOPSE: Ele era um viciado, um perdedor, um ser desprezível. Mas, um sonho passageiro que poderia não ser apenas um sonho reativa os seus sentidos e sentimentos antes perdidos. Possuindo uma habilidade única, ele irá usá-la para forjar o seu caminho no mundo conhecido agora como ‘O Paraíso Perdido’.

COMENTÁRIO: Sei que geral deve tá se perguntando “O manhwa do semáforo/aquarela? Que porr* é essa?”. A resposta é mais simples do que vocês imaginam: nosso protagonista é um semáforo/aquarela humano. Seol Jihu é um ex-drogado que perdeu quase tudo na vida por causa de jogos, daí um dia ele recebe um convite para participar de um evento… esse evento nada mais é do que um local em que as pessoas arriscam suas vidas para conseguir ir para um determinado “lugar”. O que acontece é que Seol Jihu descobriu que tinha um poder estranho de enxergar cores esquisitas, que se desenvolveu durante esse tal evento…

  • Verde: observação geral;
  • Amarelo: atenção requerida;
  • Laranja: não se aproxime;
  • Vermelho: retirada imediata.

Nessa altura do campeonato eu já tava tipo: “Misericórdia, esse moleque é um semáforo?”. Capítulos depois descobri que ele não era mais um semáforo, digievoluiu pra uma aquarela kkkkkkk

Na verdade, eu achei esse poder bem daora, mas confesso que é uma habilidade muito roubada. Seol Jihu e outras pessoas também conseguem enxergar algumas informações em uma espécie de tela, mas apenas ele é dotado de habilidades especiais desde o início. Admito que isso me lembrou muito Solo Leveling.

seol-horz

Entretanto, diferentemente de outros manhwas como The Second Life Rank, o autor de The Second Coming of Gluttony pelo menos teve vergonha na cara de não copiar o estilo da obra dos outros. Gente do céu, néh por nada não… mas The Second Life Rank devia ser considerado plágio, o cara copiou o estilo do protagonista de Solo Leveling, o estilo da trama e ainda por cima os poderes do Sung Jin-Woo! Talvez o autor de The Second Life Rank seja fã de SL e tudo mais, mas pqp… bora ter limite, caralho. Inspiração é diferente de copiar.

Enfim, acabei desabafando aqui e nem sei onde parei kkkkkkk

Eu gostei muito de The Second Coming of Gluttony, porque o protagonista evoluiu tanto como ser humano como em questão de poder. No início, o prota é lixo do lixo do lixo. Personalidade horrível. Viciado infeliz. Aproveitador. Etc. Não curti muito e não botei fé nele. Só fui gostar dele depois de um tempo, quando finalmente começou virar gente. 

Saquem só essa evolução MARAVILHOSA

se1-horz

Outro ponto positivo desse manhwa é que não tem reencarnação e volta no tempo. Meu Deus do céu, por que coreanos têm tanto fetiche com esses temas? Raramente a gente vê isso em mangás, mas em manhwas choveeeeee reencarnação e volta no tempo ao ponto de nem considerarmos mais aquilo clichê… e sim algo quase insuportável. Enfim, The Second Coming of Gluttony não tem isso. Amém, irmãos! O manhwa me lembrou bastante uma mistura doida daqueles jogos de sobrevivência que passavam na TV + MMORPG estilo Ragnarok.

AA1-horz

No mais, não subestimem essa obra. Leiam, que eu tenho certeza que vocês irão gostar! Pelo que vi na internet, muitas pessoas dizem que a novel de The Second Coming of Gluttony é melhor que a de Solo Leveling. A verdade é que eu leio a novel de SL e admito que é muito mal escrita. No entanto, o ilustrador de SL (GEE So-Lyung) + o Redice Studio fazem um milagre desgraçado naquela história… esse combo consegue ilustrar tudo o que tá na mente do Chu-Gong da melhor maneira possível (tradução: produção de arte boa pra caralho). Admiro muito esse dupla de Chu-Gong + GEE So-Lyung e não troco por nada. 

The Second Coming of Gluttony ainda tem muito chão pela frente, estou muito ansiosa para a segunda temporada do manhwa. Não chega a ser um SL da vida, mas é muito bom e o autor ainda ganhou meu respeito por não copiar a obra dos outros.

ENFIM, LEIAM! VOCÊS NÃO VÃO SE ARREPENDER!


DISPONÍVEL EM:

image

7) THE GREAT MAGE RETURNS AFTER 400 YEARS – O manhwa do mago badass

mage

AUTORES: Barnacle (história) e Redice Studio (arte). NACIONALIDADE: Coreia do Sul (Manhwa). FORMA/ESTILO: Webtoon. STATUS: Em andamento com +34 capítulos. ANO: 2020.

SINOPSE: O pior aluno da Academia Westroad e a vergonha da Família Blake. Uma nova alma entra no corpo sem vida de Fray Blake, o garoto que não conseguiu aguentar sua dolorosa vida e optou pela morte. O Grande Mago Lucas Trawman ganhou a chance de se vingar ao reencarnar no corpo do menino! Esse é o começo da nova aventura do Grande Mago que retornou após 4000 anos!

COMENTÁRIO: Admito que eu não botava muita fé nesse manhwa, até porque li a sinopse e pensei: “Reencarnação DE NOVO???? Táquepariu…”

No entanto, tudo mudou quando vi qual era a scan que estava traduzindo essa obra. The Great Mage Returns After 4000 Years estava sendo traduzido pela Neox Scanlator, a mesma scan diva que traduz Solo Leveling, The Beginning After The End, Tower of God, The God of High Scholl e etc.

Resumindo:

Neox Scanlator = Qualidade.

Em suma, não era possível geral tá me indicando esse manhwa e uma scan desse nível tá pegando um projeto lixo. Logo, dei uma chance para a obra e páh: viciei. GENTE DO CÉU, EU VICIEI TANTO NESSE MANHWA QUE COMECEI SONHAR COM ELE KKKKKK Quase levei um tiro no coração quando descobri que não tinha tradução da novel, daí teria que acompanhar semanalmente o manhwa. O enredo gira em torno de um personagem chamado Frey Blake, que comete suicídio já no início da história. Frey nasceu em uma família renomada de magos, mas infelizmente possui muito pouco talento para magia, por isso sofre muitos abusos dos amigos e até mesmo da própria família.

blake-horz

As engrenagens da história só vão começar girar quando o grande mago Lucas Trawman reencarna no corpo de Frey. Até aí a história parece ser bem simples, mas parece que existe muito mistério por trás da existência de Lucas Trawman e da entidade que o prendeu em um espaço-tempo distorcido, cujo nome é conhecido apenas como “semi-deus”.

Mas enfim, o que me fez gostar tanto de The Great Mage Returns After 4000 Years? Com toda certeza, o protagonista.

Cara, eu não tenho uma queda, mas sim um tombo por personagens desconformados. Lucas Trawman é o personificação do desconformamento e eu adorei ver isso bem expresso em um manhwa. Geralmente, essa característica é muitooooo presente em mangás shounen, porém em manhwas essa aura de “não vou desistir dessa porr*, o mundo é meu” é meio apagada. Não sei expressar muito bem, mas gostei muito de ver um personagem assim.

bla1-horz

Minha reação lendo essa parte pela primeira vez foi tipo:

“Sumermoooo!! Agora vai lá, diz que esse é seu jeito ninja de ser!!” AHUSAHSUAHSUAH

Enfim, leiam que vocês vão gostar. É um dos poucos manhwas coreanos que a gente bate o olho e pensa “Meu Deus, isso sim que é shounen!”. Resumindo: tem protagonismo, mas não é um protagonismo chato que te dá vontade de droppar. 


DISPONÍVEL EM:

image

8) I’M DESTINED FOR GREATNESS! – O manhwa do gamer underground

capa

AUTORES: Author Bot (história) e Yoonkyu Seo  (arte). NACIONALIDADE: Coreia do Sul (Manhwa). FORMA/ESTILO: Webtoon. STATUS: Em andamento com +40 capítulos. ANO: 2019.

SINOPSE: Quando você consegue tudo o que tenta, não tem escolha a não ser procurar desafios em outros lugares, como em um jogo. Ao usar as tarefas do lixo que ninguém presta atenção, com a atitude certa, você é obrigado a atingir seus objetivos! Mesmo tendo sucesso nas missões mais impossíveis, o personagem principal aposta tudo o que tem. “Com minhas habilidades, vencerei este jogo!”

COMENTÁRIO: Eu gostei de I’m Destined for Greatness por vários motivos, os mais significativos foram: não tem reencarnação, não tem volta no tempo e não é cópia de Solo Leveling. Na verdade, eu achei essa história bastante interessante, porque me lembrou de um amigo muito doido que sempre fazia umas builds nada a ver em jogos de RPG e MMORPG. Lembro até do dia que ele chegou falando um negócio muito sem noção… 

~ O ano era 2010 ~

“Vou criar um sacerdote e fazer uma build de full crítico”

Eu nessa hora tava tipo: “Mas que porr* de build é essa? Vc vai virar um sacerdote assassino?”. A gente tava jogando Ragnarok e a lógica universal era: sacerdote é suporte, então logicamente é healer (o carinha que salva o povo e cura geral). Mas meu amigo foi por um caminho totalmenteeeee diferente…. ele criou um sacerdote de batalha.

 “SACERDOTE DE BATALHA”

wtf

AHSUAHSUAHSUAHSU

Na época, não existia esse termo – e caso existisse, era bastante incomum. Fiquei imaginando um sacerdote/padre assassino com uma bíblia ou clave na mão tentando me matar kkkkkkkk fiquei rindo descontroladamente daquilo, mas foi por pouco tempo… porque, incrivelmente, a build dele deu MUITO CERTO e todo mundo começou copiar no servidor. Lembro que virou uma espécie de comoção em Ragnarok e o fdp ficou muito famoso. O mais engraçado era quando a gente ia caçar nos mapas e alguns jogadores paravam do nosso lado perplexos, porque viam ele matando os bichos, daí mandavam no chat geral:

– Man… você não é sacerdote?

–  Sacerdote ASSASSINO* me respeita

sacerr

KKKKKKKKKKKKKKKK

Meu Deus, eu ria demais jogando com ele. Depois disso, a build “sacerdote de batalha” virou sensação no jogo e muita gente começou copiar. Hoje em dia é comum encontrar pessoas jogando com essa build e achar super normal. Porém, naquela época era algo muito diferente e underground.

Ok, mas o que isso tem a ver com I’m Destined for Greatness?

Tudo.

O protagonista desse manhwa é a personificação do meu amigo, que faz muita build estranha e escolhe classes difíceis de upar. Esse prota desenvolve builds fortes para classes fracas (negligenciadas) em jogos, como por exemplos ferreiros e aprendizes. Vocês nunca pararam pra pensar por que todo mundo que começa jogar RPG (ou MMORPG) sempre escolhe espadachim, mago ou arqueiro? Resposta: porque são classes fortes.

O objetivo desse protagonista é burlar o senso comum. Ele defende que pra a pessoa ser boa em um jogo, ela não precisa necessariamente escolher uma classe forte. E é exatamente com esse tipo de perspectiva “anormal”, que ele transforma classes marginadas em top de linha.

1-vert

Além disso, ele remodela/explora novos tipos de builds com status considerados lixos em jogos normais. Um exemplo de um status considerado “inútil” na maioria das builds é “Sorte”. Esse é um status bastante específico que muita gente não investe, já que os jogadores preferem colocar pontos em outros status mais significativos como força, destreza, agilidade e inteligência.

Em suma, deu pra perceber que I’m Destined for Greatness é um manhwa diferente com um protagonista diferente. Quem gosta de MMORPG vai adorar essa história, enquanto lia deu até vontade de jogar Ragnarok Online novamente kkkkkk


DISPONÍVEL EM:

image

9) TOMB RAIDER KING – O mahwa do ladrão de tumbas

tomb

AUTORES: Yoonz (história), 3B2S (arte) e Redice Studio (arte). NACIONALIDADE: Coreia do Sul (Manhwa). FORMA/ESTILO: Webtoon. STATUS: Em andamento com +70 capítulos. ANO: 2019.

SINOPSE: Tumbas divinas começaram a surgir ao redor do mundo inteiro. Por causa das relíquias contidas nas tumbas, muitas pessoas conseguiram esses poderes lendários. Entretanto, um ladrão de tumbas aparece com o propósito de roubar essas relíquias, o Tomb Raider King. “O que vocês têm pertence a mim e o que eu tenho, definitivamente pertence a mim também.” Essa é a história de um ladrão de tumbas que renasceu e que irá fazer tudo o que puder para ter todas as tumbas e relíquias sob seu poder.

COMENTÁRIO: Eu juro pra vocês que só li esse manhwa por causa dessa frase: “O que vocês têm pertence a mim e o que eu tenho, definitivamente pertence a mim também” . Só de ler essa frase, eu comecei rir e pensar na personalidade distorcida do protagonista… e não deu outra: Seo Joo-Heon é muito pirado kkkkkkkk não diria que ele é egoísta ou egocêntrico, mas devido a sua história traumática faz sentido essa criatura renascer destilando ódio da alma.

No início, confesso que tive preconceito com a obra antes mesmo de ler. Afinal, era outro manhwa de volta no tempo. Estou ficando cansada desses clichês de volta no tempo e reencarnação, parece um ciclo infinito. Contudo, sempre dou uma chance para esse tipo de narrativa, uma vez que quebrei a cara lindamente lendo The Great Mage Returns After 4000 Years. Mas voltando…

O protagonista de Tomb Raider King tem o design muito parecido com o do Sung Jin-Woo de Solo Leveling. E até que faz sentido, porque os dois são produzidos pelo mesmo estúdio de arte (Redice Studio).

t1-horz

No entanto, a personalidade de ambos protagonistas são diferentes e o enredo também. Além disso, os poderes também são diferentes, ou seja: Tomb Raider King não vai ter um fucking monarca necromancer portador de habilidades assassinas, em que os olhos ficam azuis brilhantes enquanto destrói geral. Resumindo: Tomb Raider King não é cópia de SL. Eu escutei um amém? Amém, irmãos! Enquanto SL tem uma pegada mais de luta, essa obra tem um jeitão mais parecido com Lupin III (É um mangá escrito e ilustrado por Kazuhiko Kato. A história segue as aventuras de um grupo de ladrões liderados por Arsène Lupin III, neto de Arsène Lupin, o ladrão cavalheiro da série de romances de Maurice Leblanc). Todavia, em Tomb Raider existirão “relíquias” conhecidas previamente pela humanidade através da história, que conferem poderes aos seres humanos – caso as conquistem. Logo, durante a leitura do manhwa a gente vai aprender bastante sobre arqueologia, lendas, mitos e divindades.

Sobre a personalidade do protagonista: ao contrário do Sung Jin-Woo de SL, que é bem frio, justo e calculista… o Seo Joo-Heon é impulsivo, pavio curto e um baita de um vigarista.

 

Seo Joo-Heon lidando com relíquias do tipo arma

C1-vert

Seo Joo-Heon lidando com divindades

t2

Seo Joo-Heon lidando com humanos

111-vertASHUASHAUSHAUSHAUSHU

Vei, Seo Joo-Heon é muito doido kkkkkkk ele é o tipo de personagem sem noção que chega falando na maior naturalidade “Calma aí, você não quer ser meu amigo e nem quer trabalhar pra mim? Ok, então você vai ser meu escravo. Assina aqui.” kkkkkkkkkkk  

Enfim, se você gosta de histórias com protagonista que não tem cara de protagonista: só vem! Tomb Raider King é a opção certa pra você. Confesso que curti muito o manhwa e ri demais em várias cenas ashuashaushu


DISPONÍVEL EM:

image

10) REVERSE VILLAIN – O manhwa do vilão “reabilitado”

25736-large

AUTORES: Gondrigogo (história), Han Yeo-Leum (história) e Hamok (arte). NACIONALIDADE: Coreia do Sul (Manhwa). FORMA/ESTILO: Webtoon. STATUS: Em andamento com +45 capítulos. ANO: 

SINOPSE: Jung-Woo é a personificação do mal e tem como sonho um dia ser poderoso o bastante para conquistar todo o Murim, mas é impedido por Shin-Ryong, o seu arqui-inimigo. E, mais uma vez, Jung-Woo é vencido pelo seu nêmesis retornando ao ciclo de reencarnações na qual está preso. Na sua sexta reencarnação, Jung-Woo é enviado para os tempos modernos, onde ele decide se preparar da melhor forma possível para enfrentar o seu arqui-inimigo e não ser derrotado mais uma vez.

COMENTÁRIO: Mano, eu nasci pra finalmente ver um protagonista vilão! Sempre quis ver uma história assim, com um tipo de perspectiva diferente. Desde pequena, sempre me questionei:

“Por que todos os protagonistas de quadrinhos precisam ser heróis?”

v

Onde estava escrito que vilões não podiam ser protagonistas? Meu eu criança não entendia que isso era devido ao senso comum, afinal: não existe espaço para pessoas malvadas na sociedade, com exceção da cadeia. Evidentemente, concordo com o fato de que pessoas cruéis devem se fuder e pagar pelo que fazem de ruim, mas na minha cabeça não entrava isso de que todo protagonista tinha que ser bom, altruísta e viver de flores.

Esse conceito de “herói” mudou muito com o tempo, ouso até dizer que começou no início dos anos 2000 quando deram vida à Death Note. O mundo conheceu um protagonista que não era bom moço. Lembro que aquilo chocou muita gente e DN foi proibido em alguns países. Até porque, vamos concordar, histórias influenciam pessoas e ter uma história com um protagonista que fazia justiça com as próprias mãos era no mínimo perigoso.    

Mas enfim, Reverse Villain está muitoooooooo longe de ser um DN da vida. Na verdade, não tem nada a ver com Reverse Villain. Apenas fiz uma contextualização geral expondo meu ponto de vista. Na verdade, nosso protagonista, Jung-Woo, é como se fosse um vilão em “reabilitação”. Ele não é malvado, muito menos um fdp psicopata (eu acho), mas também não é uma Irmã Dulce da vida…

Ou seja, Jung-Woo não perdoa pessoas desgraçadas da cabeça.

Ele mata mesmo. Sem dó. Sem piedade.

tt-horz

AHSUAHSUAHSUASHU

Ele também nasceu sem saber o que é humildade.

vvvv-horz

Táquepariu mano, esse protagonista é muito overpower. Muito mesmo, ao ponto de ficarmos perplexos com a força e inteligência dessa criatura. Jung-Woo, definitivamente, não decepciona. É engraçado que no fandom todo mundo começa rir (de pena) quando aparece um mero mortal subestimando ele no manhwa.

Nossa reação é mais ou menos tipo:

me

AHSUHASUAHSUHAUSHSHU

Eu já vi muito figurante suicida, mas iguais os de Reverse Villain tá foda. Se bem que tá aí uma coisa que eu gosto nesse manhwa: os personagens morrem. Às vezes fico até zuando dizendo que o autor de Reverse Villain mata mais personagem do que troca de roupa ahsuahsuahs ok, fui um pouco exagerada, mas pqp… 40 e poucos capítulos e já morreu mais gente do que a primeira temporada de Game of Thrones kkkkkkkk 

PIOR QUE EU NÃO CONSIGO NÃO GOSTAR DESSE PROTAGONISTA

mee

OH VEI, EU DEVO TER ALGUM PROBLEMA PRA TÁ RINDO DISSO KKKKKKKKKKKKK quando vi essa cena pela primeira vez comecei ri demais, porque eu sabia que ia dar merda AHSUAHSUASHAUSH

maxresdefault

No mais, é isso aew! Leiam Reverse Villain que vocês vão se divertir bastante. O protagonista não bate bem da cabeça, mas ele não decepciona. Melhor que isso: é um dos poucos protas que além de ser forte pra caralho, também é muito inteligente. 

v

(Pqp, eu sinto que comentei muito nessa indicação… deve ser porque me empolguei, tava escutando o Theme Song de Urek Mazino)


DISPONÍVEL EM:

.

.

MENÇÕES HONROSAS:

TERROR MAN – O manhwa do terrorismo

ter

AUTORES: Han Dong U (história) e Go Jin Ho (arte). NACIONALIDADE: Coreia do Sul (Manhwa). FORMA/ESTILO: Webtoon. STATUS: Em andamento com +145 capítulos. ANO: 2016.

SINOPSE: Min Jung Woo tem uma habilidade especial, que permite que ele sempre veja um caminho que leva a um futuro infortunado. Min Jung Woo usa seus olhos “Infortunados” para detectar desastres e tentar impedi-los, assim tornando-se um terrorista temido pelo povo.

COMENTÁRIO RÁPIDO:  Eu me interessei por esse manhwa devido ao tema. Não é um tema fácil de lidar e muito menos normal. Fora isso, não tem porcaria de reencarnação e volta no tempo. Na verdade, eu li essa obra esperando que fosse parecida a um anime chamado Zankyō no Terror. Terror Man tem uma proposta diferente, porém tinha algumas similaridades com esse anime. É uma leitura agradável, a arte é muito boa e a paleta de cores é incrivelmente foda. Você SENTE a cena e os personagens…

gg

Além disso, é um dos raros manhwas que tem uma waifui russa (forte pra caralho) que faz mais sucesso que o próprio protagonista. Táquepariu, essa mulher é foda demais. Foi amor à primeira vista.

ggg

Essa frase da Lilia me lembrou uma em que o Lelouch falou no primeiro volume do mangá de Code Geass:  “Os únicos que podem atirar são aqueles que estão preparados para levar o tiro”

Na real, eu queria ter indicado esse manhwa na lista principal. Por que não fiz isso? Porque senti que na metade da história, o enredo começou ficar repetitivo. Todavia, tinha que indicar Terror Man aqui, uma vez que achei o enredo interessante e pelo que to vendo… o manhwa voltou a andar nos trilhos e tá melhorando. Enfim, se vocês estão procurando por uma leitura diferente: leiam. Tem muitos capítulos em inglês também, agora estão focando na Lilia e mds do céu, a história dela é foda demais. Vou até parar de falar pra não dar spoiler kkkkkk


DISPONÍVEL EM:

image

A RETURNERS MAGIC SHOULD BE SPECIAL – O manhwa da escolinha de magia

dfes

AUTORES: Yu So Nan (história) e Uk Jag Ga (arte). NACIONALIDADE: Coreia do Sul (Manhwa). FORMA/ESTILO: Webtoon. STATUS: Em andamento com +105 capítulos. ANO: 2018.

SINOPSE: “Agora que estou de volta, não permitirei que aqueles que amo morram outra vez!” O Labirinto Sombrio – A catástrofe mais mortífera que a humanidade tem conhecimento. Desir Arman, um dos seis sobreviventes da raça humana, está dentro do labirinto. Os seis conseguem completar o último nível do labirinto. Entretanto, eles falham no final e o mundo chega ao seu fim. No entanto, quando Desir acreditava que encontraria sua morte, o que aparece diante de seus olhos é o mundo… Trinta anos atrás?! Desir é mandado de volta ao passado, na época em que se matriculou na melhor academia mágica da nação, Havrion. Ele reencontra-se com seus preciosos amigos, está determinado a mudar o passado e salvar aqueles que lhe são preciosos…! Faltam três anos até a emergência do Mundo das Sombras! 

COMENTÁRIO RÁPIDO: Confesso que li, porque esse manhwa estava sempre me perseguindo kkkkkk todo site de manhwas/mangás que ia, encontrava alguma imagem dele. Logo: decidi ler para ver se era bom mesmo. Dizem que Returner’s Magic Should be Special é caso de amor e ódio. Entretanto, sinto que estou no meio termo: não odeio, mas também não amo. O começo é lento, achei meio infantil e não fez muito meu tipo. Não estou dizendo que o manhwa é ruim, mas existem outros melhores. Dá pra ler de boa. Recomendo para quem é paciente e gosta de lutinhas com magia. Contudo, se você prefere uma leitura mais dinâmica com um enrendo mais complexo… ou com um prota vida loka que chega chegando: corre dessa obra.


DISPONÍVEL EM:

image

SECOND LIFE RANKER – A cópia de Solo Leveling

d80a1b296ee1da1649cb655a17a7c14b

AUTORES: Nong Nong (história) e Sa Doyeon (arte). NACIONALIDADE: Coreia do Sul (Manhwa). FORMA/ESTILO: Webtoon. STATUS: Em andamento com +65 capítulos. ANO: 2019.

SINOPSE: Quando seu irmão morre, Yeon-woo encontra no antigo relógio de seu irmão a resposta para seu desaparecimento repentino cinco anos atrás. Agora sabendo a verdade, Yeon-woo parte em direção ao Obelisco, a torre do deus do sol, um lugar onde muitos universos e dimensões se intercalam. Nesse mundo, Yeon-woo subirá a torre em busca de sua vingança.

COMENTÁRIO RÁPIDO: Muita gente gosta desse manhwa, eu acho suportável. Afinal, não tem nada de original. Na verdade, eu não sei como o autor disso aqui tem coragem de continuar publicando uma história dessas. Cara, Second Life Ranker deveria ser considerado plágio. Não é parecido com SL, mas estupidamente parecido. A personalidade dos protagonistas, o sistema de pontos, os poderes idênticooosss… o que sobrar é só complemento de background. Como a arte é bem feita e a história não é tediosa (também néh, nada que é cópia de SL é),  dá pra passar o tempo lendo.


DISPONÍVEL EM:

image

KILL THE HERO – A cópia de Solo Leveling (Parte 2)

20341-large

AUTORES: D-Dart (história) e CarroToon (arte). NACIONALIDADE: Coreia do Sul (Manhwa). FORMA/ESTILO: Webtoon. STATUS: Em andamento com +20 capítulos. ANO: 2020.

SINOPSE: Um dia, o mundo se transformou em um ‘jogo’. ‘Dungeons’ e ‘monstros’ apareceram nas cidades e os ‘jogadores’ que receberam a autoridades dos ‘deuses’ surgiram. Se Jun-Lee, o mestre da guilda do Messias, que traria a salvação ao mundo, e confiando nisso, eu me tornei um de seus companheiros. Mas… Ele não era um herói e nem mesmo o messias, como o mundo o considerava. Ele é um herói nojento com a ambição de governar o mundo. Eu morri pelo fio de sua lâmina na última dungeon… Ou era isso que eu pensava. O anúncio que ouvi no momento em que morri… “[Iniciando o jogo]”. Eu voltei ao passado, quando ainda não tinha despertado como um jogador. E dessa vez, serei eu que irei CAÇÁ-LO.

COMENTÁRIO RÁPIDO: Outra cópia de SL. Lógico que os objetivos dos protagonistas são diferentes, mas o estilo do manhwa, o sistema de pontos, os poderes semelhantes até demaisssss chega me dá uma angústia… não me entendam mal, eu sou fã pra caralho de Solo Leveling, só não gosto de ver esse tanto de xerox desenfreada. O enredo é legalzinho, dá pra ler sem passar raiva. Porém, se você tá procurando um manhwa com uma história autêntica: essa indicação não é pra você.


DISPONÍVEL EM:

image

THE DESCENT OF THE DEMONIC MASTER – O manhwa da inconstância

dsd

AUTORES: Wolbaek (história) e Mayolang (arte). NACIONALIDADE: Coreia do Sul (Manhwa). FORMA/ESTILO: Webtoon. STATUS: Em andamento com +50 capítulos. ANO: 2019.

SINOPSE: Primeira vida. Depois de um trágico acidente perdendo sua família e suas pernas, ele comete suicídio. Segunda vida. Ganhou fama como o Mestre Demoníaco Vermelho em Zhongyuan, mas foi traído pelo homem em quem mais confiava. E agora vem sua terceira vida. Uma nova vida no mundo moderno, Gang Jinho decide vivê-la normalmente… No entanto, ele estava muito acostumado com a vida em Zhongyuan para se tornar uma pessoa normal! Eu queria viver em paz. Mas você quem começou. Espero que você esteja preparado diante das ameaças de sua nova vida, Gang Jinho pode se livrar de seus impulsos como o Mestre Demoníaco Vermelho e conseguir a ‘vida normal’ que ele tanto deseja? Essa é a adaptação da história de um lendário artista marcial no século XXI!

COMENTÁRIO RÁPIDO: EU TAVA COM UM HYPER DESGRAÇADO COM ESSA OBRA, mas na metade do manhwa (lá pro cap 36) o enrendo começou ficar chato e sair dos trilhos de um jeito descomunal, então decidi tirar da lista principal. Entretanto, li recentemente o capítulo 55 e parece que o negócio tá melhorando. Talvez o autor acordou pra vida. Mas enfim, este não é um manhwa que posso indicar com 100% de certeza, porque a qualidade do enredo oscila bastante, por isso coloquei no título “O manhwa da inconstância”. Uma hora to achando a história sensacional, em outra to achando uma droga. Logo: confiram por si mesmos. Mas honestamente falando, recomendo vocês acompanharem The Descent of the Demonic Master, pois reconheço que tem muito potencial.


DISPONÍVEL EM:

image

E é isso, galera! Espero que tenham gostado da lista!

Antes que me crucifiquem: calma!!!! Ainda estou Legendary Moonlight Sculptor! Preciso me ausentar do blog por um tempo, mas se eu gostar, depois colocarei na lista sem falta! Essa lista atualizada tem 15 indicações, confesso que acabei expressando mais meu amor (fanatismo) por algumas obras, mas não me arrependo… coisa boa tem que ser enaltecida mesmo! ❤

Uma conclusão que tirei fazendo essa lista é que a indústria de manhwas tá cheiaaaa de xerox de Solo Leveling, todo dia aparece um manhwa novo com o mesmo enredo, poder e sistema de pontos. Nunca pensei que imaginação estivesse tão escassa no mundo. A galera copia na cara de pau mesmo. Engraçado é que durante minhas leituras não achei nenhuma cópia de Tower of God, quer dizer… ainda não vi nenhum doido tentando fazer isso ahsuhasuahsu deve ser foda tentar copiar um universo pirado daqueles.

Enfim, gostou do post? Compartilha, comenta! Estarei ausente do blog por um tempo, mas sempre que possível responderei os comentários de vocês.  

 

À todas as scans brasileiras que traduziram esses manhwas:

Muito obrigada por seu trabalho (quase que escravo) traduzindo todos esses capítulos! Vocês são 10/10! 

 

 

 

– See you space cowboy

20 comentários em “EU INDICO: 10 manhwas de ação, aventura e fantasia.”

  1. eu li overgeared inteiro em ingles mesmo, e pensei logo, será que tenho dinheiro pra gravar esse filme? será que alguem um dia lembraria sobre Capitão america e homem de ferro? As histroias são explosivamentes melhores… sinto que perdi minha infancia assistindo xmens… sorte de vcs crianças terem a internet, passei minha criancices lendo chico bento, isso atrasou meus neuronios em 200 vidas.
    enfim, aproveitem essa epoca, esses coreanos são fodas nos textos, pena que são mal traduzidos e em quantidade diminutas.

    Curtir

  2. SPOILERS!

    Sáh! SÁH!! Mlr!!!
    Aaaaaahhhhhhhhhh
    O QUE É “The Beginning After The End”???!!!!

    RPG encontra “Como Treinar o seu Dragão” e recebe uma carta para Hogwarts XD
    A descrição mais perfeita de todas kkkkk
    Só faltou dizer que depois de destruir a porra toda vamos pra batalha como “Senhor dos Anéis” kkkk

    Eu desisti do Webtoon ainda no cap 10 quando tava em lançamento e fui ler a Novel.
    Eu preciso de alguém pra surtar comigo sobre a Novel!!!!!
    Eu li até o Cap. 130 e alguma coisa em português quando foi retirado por direitos autorais. Eu quase chorei! Tava começando da fuck*** batalha, ele tinha acabado de soltar a bomba nos pais dele (ainda não acredito que eles fizeram aquilo com ele, serio. Eu fiquei tão puta! Eu entendo o lado deles, mas tava espumando pela boca de raiva que eles agiram daquele jeito com ele!!)
    O mundo tava caindo e ai vem a noticia de que não ia ter mais tradução. Fui correndo atras dos originais na amazon (ainda hoje me surpreendo que o TurtleMe é americano kkk), mas até agr não li ;-;-;-;-;-;
    Era uma mistura de euforia, exitação e masoquismo tão grande lendo a Novel que eu acho que fiquei com medo de entrar nessa dnv kkkkkk

    PF me dê spoilers de como que ta a situação da Novel se vc souber kkk

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ahh eu parei de ler The Beginning After The End. Eu parei de ler depois de um arco foda, que o Artur mata um personagem insuportável DO PIOR JEITO POSSÍVEL. Aquela cena me deixou sem palavras até hoje. Justiça é tudo nessa vida mesmo. Ah e pelo que vi, TurtleMe é coreano, mas que morava na América do Norte. Eu não tenho como dar muitos spoilers, pq não to acompanhando a novel, mas uma coisa é certa: é muito bem escrita e o enredo tá ficando cada vez mais foda. Pena que estou sem tempo pra ler.

      Curtir

  3. eu tenho hype por ToG mas quero mesmo é ver é o anime de The god of high school, tem cada luta que mds, se ficar parecido com os Amvs que já tem eu sou uma pessoa realizada.

    Curtido por 1 pessoa

  4. dessa lista eu só não tinha lido o ultimo e todos são incríveis mas o manhwa que é o dono do meu coração é The breaker apesar de ser antiguinho é maravilhoso.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Esse eu comecei ler ontem! Quero terminar logo pra poder indicar! Porém, cá estou eu relendo Tower of God, porque o anime lança amanhã… kkkkkk

      Tô rindo dos comentários, daqui uns dias ToG vai virar religião.

      Curtido por 1 pessoa

  5. Aaaaaaahh!!!!!
    Vc REALMENTE fez!!!!
    The beggining after the end….eu já tinha lido, e apaixonei mto, meu Deus….
    Brigada por mais uma lista de recomendações incríveis escolhidas a dedo!!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Aaaaaaaa eu também amo The Beginning After The End!! Leia Tower of God, você vai adorar! No início a arte é meio ruim, mas melhora muito com o tempo! Inclusive, eu editei o post e coloquei um aviso enorme sobre isso kkkkkk

      Curtido por 1 pessoa

Comenta aí, meu povo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s