Assuntos gerais

CRISE: o que acontece depois de assistir mais de 1.000 animes…

Fiz esse post, pois cheguei no fundo do poço…

itachi

Eu nunca em minha vida achei que assistiria mais de 1.000 animações japonesas. No quadro geral, isso envolve obras do tipo TV, filmes, OVAs, ONAs, OADs e especiais. Não sabe o significado dessas siglas? Clique AQUI. A real é que estou passando por uma crise das fortes em relação a isso, pois sempre usei esse hobby como válvula de escape para meus problemas pessoais – que não são poucos. 

Decidi criar esse post, porque vai que alguém tá passando pela mesma coisa néh… então aqui vai uma lista das coisas que acontecem quando chegamos nesse nível de insanidade:

.

1) A gente tenta se controlar, mas vai bater um desespero dos infernos…

anime1

Crise. Desespero. Ansiedade. Têm vários nomes para essa sensação maldita. É nesse momento que entraremos em conflitos que arriscarão nossa dignidade, pois sobrarão poucas opções. No geral, só vai sobrar anime de romance doentio e lolis poderosas, eu me recuso a assistir essas merdas… vamos rever One Piece kkkkkk

.

2) Vamos começar procurar incansavelmente por listas…

pc

Eis aqui um vício patológico. Crianças, não entrem nesse mundo das listas… é um caminho sem volta! A pessoa que criou esse artifício não devia ter piedade de pessoas compulsivas como eu. Depois de assistir uma montanha de animes, o que nos resta agora? Procurar alguma coisa decente para assistir. Mas como faremos isso de modo prático? Indo atrás de listas.

  • “Melhores animes de esportes”
  • “Melhores animes de ação/aventura/fantasia”
  • “Melhores animes shounen/seinen”
  • “Melhores animes sobre música”
  • “Melhores animes dos anos 90/80”
  • “Melhores animes desconhecidos”
  • “Melhores animes sobre samurais”

E não paraaa!!! Eu já cheguei em um nível de heresia que já estava procurando listas dos “Piores animes do mundo” ASHUAHSUAHSU. O nome disso é desespero. Quando não se acha mais nada pra ver, a gente já começa se graduar em masoquismo. O próprio MyAnimeList é um pecado! Se vocês souberem usar esse site da maneira correta, tenho pena da alma de vocês.  

.

3) Acabamos nos tornando aquilo que mais temíamos: gente chata com senso crítico apurado.

anime2

Vamos criar muitos inimigos por chamar obras populares de ruins, tipo aquela mistura horrenda de clichês chamada Black Clover. Provavelmente alguém deve estar me xingando neste exato momento, mas enfim… faz parte da vida. Raramente vamos encontrar alguma obra que nos surpreenda ou nos faça pensar “Nossa, que foda! Preciso indicar isso pra todo mundo!”. Acho que isso só aconteceu comigo 1x no ano passado e foi com o manhwa de Tower of God. LEIAM, VOCÊS VÃO ADORAR! Fiz até indicação AQUI.

Observação do meu amigo Matheus que também está no fundo do poço comigo: não é que a gente não gosta de clichês, mas depende muito de como o clichê é feito. Algo legal também é que quando vemos obras mais clássicas, conseguimos ter uma noção melhor de como aquilo influenciou as posteriores. Você se cansa um pouco das coisas comuns e começa a buscar por obras mais diferenciadas, expandindo o seu universo.

.

4) Nossos amigos nos tratam como um baú de referências ambulante, sendo que na real a gente nem se considera “otaku”.

sa

As pessoas acham que sabemos os nomes de todos os animes da face da Terra. Perdi a conta de quantas vezes mandam fotos de animes e perguntam qual é o nome. O mais engraçado é que na maioria das vezes, a gente sabe qual é kkkkk além disso, viramos um mar de recomendações. Não basta ser uma enciclopédia, parece que temos que saber indicar animes levando em consideração o gosto da pessoa também. 

Quanto a parte de se considerar otaku ou não: acho que isso é um tópico pessoal meu. Depois que amadureci, cheguei a conclusão que não sou otaku e alguns amigos também compartilham da mesma opinião. Pelo menos não no sentido literal e customizada da coisa, já que no ocidente a palavra otaku ganhou um significado bastante diferente do original e é utilizada como uma gíria que define as pessoas que são exclusivamente fãs de animes e mangás.

.

5) Aprendemos japonês (básico) por osmose.

anime4

Assistir animes/filmes em japonês amplifica nosso contato com o idioma e caso surja a oportunidade de estudar japonês: as coisas fluem mais rápido. Lembro como se fosse ontem quando assisti o filme de Ghost in The Shell pela primeira vez e a legenda sumiu, daí traduzi inconscientemente. Foi louco. Depois disso comecei estudar o idioma e fui melhorando aos poucos. Hoje em dia não tenho tempo nem pra respirar direito, então tive que parar por enquanto.

.

6) Adquirimos uma queda forte por seiyuus…

montagem vdd

Devo ter droga na cabeça pra ter feito essa montagem. Depois de assistir vários animes, a gente começa reparar muito nos famosos seiyuus (dubladores) e no meio do processo nos apaixonamos pelos mesmos, como é meu caso fatídico com Mamoru Miyano, Hiroshi Kamiya, Tomokazu Sugita, Junichi Suwabe e Yoshitsugu Matsuoka. 

Sério, galera… hoje são 26/02/2020 e ontem a Crunchyroll infartou todo mundo com um vídeo promocional com PVs de Tower of God e etc. Não revelaram os dados da staff ainda com os seiyuus, mas devido à minha doença em seiyuus notei que a dona da voz de “What do you desire? Honor and pride?” era Saori Hayami e do coelho psicopata era Houchuu Ootsuka. Vídeo abaixo. Se não estiver correta, estarei passando vergonha aqui. Aliás, eu preciso descobrir o seiyuu do Baam, eu conheço aquele “hai” e esse suspiro!!! kkkkkkkk

EDIT 12/03/2020:

E não é que eu acertei??? A Crunchyroll divulgou alguns dubladores de Tower of God e dentre eles estavam Saori Hayami e Houchuu Ootsuka. Já sabia que eu não era normal, mas esse vício tá assustador.  

.

7) Vamos prestar atenção aos detalhes que fazem toda diferença: estúdio, screenplay, storyboard, frames por segundo, diretor geral, diretor de som e lógico… criar favoritos em nossa cabeça. 

as

Procurar sobre a staff de animes meio que vira hábito, principalmente quando possuímos profissionais e estúdios favoritos. Eu, por exemplo, gosto de descobrir quem são as pessoas por trás das animações que assisto e quais obras trabalharam anteriormente. Querendo ou não, isso gera uma espécie de preconceito com determinados estúdios, mas nada que não possa ser desconstruído com o tempo. Sou bem cética em relação à estúdios e apesar de alguns serem muito bons, considero mais a direção do anime. Tipo, lançou anime novo com Shinichiro Watanabe na staff? Nem penso, só assisto. Esse diretor pode lançar até um anime de gente regando planta que eu vou assistir.  

.

8) A gente se endivida só de pensar em colecionar tudo o que queremos.

anime5

Isso é uma coisa muito séria! Nós chegamos em uma época que um mangá custa o preço de um livro! Um volume tá custando mais de 20 contos, Deus nos free. Parei de colecionar mangás há um bom tempo, hoje em dia coleciono artbooks caso goste muito da obra. Enfim, nós precisamos nos policiar quantos aos gastos, principalmente a galera que gosta de importar coisas do Japão. Daqui um tempo, se vacilar o dólar vai tá custando um pedaço da lua.

.

9) Vai bater uma vontade absurda de rever animes bons, porque parece que não tem mais nada que preste pra ver.

cry

Sim, tem gente masoquista o suficiente pra fazer isso. Tipo eu. Já perdi a conta de quantas vezes revi Haikyuu. Por mais que o anime seja bom, exorcizem essa ideia mundana da cabeça de vocês! Vão estudar kkkkk

O mais engraçado é que durante essa busca incansável por animes bons, a gente acaba modificando algumas “regras não ditas”, como por exemplo… a tal da regra dos 3 episódios. Já virou uma espécie de tradição analisar se devemos droppar ou não um anime só depois de assistir 3 episódios. Droppar antes disso consideram heresia, mas pessoas que já viram mais de 500 animes já são pecadoras por natureza, então dependendo do anime a gente encurta essa regra pra 10 minutos AHUSAHUSHASU pessoas que me julguem, mas isso já me tirou de muita cilada.

.

10) Absorvemos a essência e aplicamos as lições dos animes em nossas vidas. 

anime6

“No tear que tece a nossa vida, não há pontas soltas. Todos os fios estão entremeados entre si e revestidos de significados.”

– Ichihara, Yuuko

Sem perceber, nós acabamos absorvendo mensagens e aspectos culturais de alguns animes. Alguns chamariam de bobagem ou coisa do tipo, mas acredito que nosso cérebro possui uma espécie de filtro e dependendo da nossa maturidade, nós conseguimos extrair os melhores exemplos do que vemos e ouvimos. Lógico que não precisamos ler milhares de livros ou ver milhares de filmes/animes para adquirir esse tipo de conhecimento. Isso independe da quantidade, mas sim da qualidade do que estamos consumindo, por isso é normal assistir vários animes e gostar de apenas alguns. Eu, por exemplo, não sei se possuo 50 animes que me marcaram ou mudaram minha vida. 

Logo, acredito que um bom anime não se trata apenas de ter um bom estúdio ou uma boa direção, mas sim de ampliar nossos horizontes. Isso raramente acontece, o que a gente tá acostumado a ver são shows de fanservice. Talvez eu esteja sendo muito exigente e etc, mas sinto que essa indústria carece de alma. Enfim, desabafei geral aqui. A imagem do tópico 10 é de xxxHOLIC, isso foi proposital pois esse anime mudou minha vida de várias formas. Apesar do traço estranho, é uma obra extremamente filosófica e encantadora.

.

.

.

FATO SECRETO, mas nem tão secreto assim:

.

11) A gente pode até se gabar da quantidade de animes que vimos, mas internamente estamos tipo…

.

“MDS por que gastei tanto tempo da minha vida vendo issooo??? Devolvam minha juventudeeeee

tumblr_mdk2mtHa8E1rko7xho2_500_large

Eu, eu mesma e eu comigo nesse gif.

Espero que tenham gostado do post! Caso eu tenha esquecido algum tópico, deixem aqui nos comentários! ❤

.

Aliás, quem quiser me add no MyAnimeList, é só clicar AQUI

.

.

– See you space cowboy

26 comentários em “CRISE: o que acontece depois de assistir mais de 1.000 animes…”

  1. Sáh, quais foram os animes que marcaram ou mudaram a sua vida além do xxxHOLIC?

    Obs: Seria bacana a criação de um post com os animes que marcaram ou mudaram a vida dos membros manicômio.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Obras que marcaram minha vida (incluindo mangás):

      1) Naruto (infelizmente ou felizmente, eu comecei gostar de mangá/anime por causa de Naruto e DBZ, meu tio traduzia pra mim antes de lançar no Brasil. Foi basicamente a fase vergonhosa da minha infância kkkk)
      2) xxxHOLIC (lições de vida)
      3) Cowboy Bebop (desenvolvimento interpessoais)
      4) 20th Century Boys (construção de mundo muito daora)
      5) Akatsuki no Yona (primeira protagonista de shoujo que não me fez passar raiva, sou fã devota, tenho até coleção)
      6) Tengen Toppa Gurren Lagann (inspirações e seguimentos fora de rota)
      7) Haikyuu! (história linda com início, meio e fim)
      8) MARS (Cara, que shoujo… que shoujo, pqp)
      9) Nodame Cantabile (amo música clássica)
      10) Watashitachi no Shiawase na Jikan (me fez pensar que a vida é injusta com pessoas boas, mas que é exatamente por isso que elas devem seguir em frente)

      Tem outros, mas a lista ficaria imensa, então decidi listar só o TOP 10.

      Curtir

      1. Muito obrigado! Com certeza irei ver esses animes. Essa semana eu termino de assistir
        a primeira temporada de xxxHOLIC, até então eu gostei bastante do anime e das músicas da abertura e encerramento (não são todos os animes que tem músicas tão bacanas, assim como o anime Gosick). Obrigado pelo retorno!

        Curtido por 1 pessoa

  2. Ksksksksk mano eu me identifico dmssssss meu DEUS AMADO são 03:03 da manhã e eu tô Aki morrendo de rir por fora mais no fundo eu tô tipo OQ RAIOS EU FIZ DA MINHA VIDA …… E PQ CONTIUO FAZENDO KKKKKK mano aaa só continue o bom trabalho

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu sei disso, mas é tanto clichê que minha cabeça dói. Falar isso ao vivo na cara das pessoas é o que faz chover haters em minha vida kkkkkk

      OBS: eu gosto muito da Noelle e do Yami.

      Curtido por 1 pessoa

    2. Minha nossa, quero ser sua amiga agora mesmo, você disse exatamente o que está se passando comigo.
      Faz mais ou menos um ano que eu não vejo animes novos, só revejo os que já assisti, apesar disso eu continuo por dentro das novidades e ainda sei dizer quando um anime é bom e quando é ruim quando lançam eles.
      Virei uma total chata no mundo dos animes.
      Só tenho a dizer que amo sua listas de sobrevivência e amei esse post.
      Onde Piece já assisti e revi muitas vezes, sou muito fã, Gintama sou fã também e ainda não terminei de assistir.
      Parabéns pelos seus posts, virei sua fã também.

      Curtido por 1 pessoa

  3. Tô me identificando muito!
    Já estou no mal das listas kkkkkkkk
    Tá foda, quando começo um, dropo, aí começo outro, pego no sono. Gintama está me salvando!!!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Descobri esse site hoje procurando coisas relacionadas a Gintama to realmente impressionado com a qualidade de todos os conteúdos aqui, até salvei o site aqui pq ele é muito bom.

    Curtido por 1 pessoa

  5. olha só! parece q mamis sáh está passando pelo msm q eu!!!kkkkkkkkk VC VIROU UMA WIKIPEDIA DE CULTURA POP JAPONESA AMBULANTEEE!!!!!!!PARABAINS!!!!!
    Sáh, os primeiros sintomas começam a partir dos 700 primeiros o resto aparece por volta dos 900, ou eu sou precoce?
    mas bem, quem precisa de amigos se vc tem PERSONAGENS DE ANIMEEEEEEEEEE!!!!!

    ps: já lestes o manhwa “The Lady and her Butler”?? se n, leia!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu não sei mais o que fazer da minha vida, acho que vou me trancar na biblioteca da minha faculdade e estudar pq já vi quase todos os animes que quis ahuahsaushaush

      Eu já li esse manhwa sim! ❤ Tá aí uma coisa que vem me salvado… manhwas! kkkkkk Aliás, vc tem MyAnimeList? Se sim, me add se quiser xD

      Curtido por 1 pessoa

      1. n tenho…;-; dsclp….
        sabe oq vc pode fazer da sua vida?
        compartilhar com os outros todas essas obras de arte maravilhosas q te fizeram tão feliz (msm q momentaneamente), vc pode utilizar todo esse conhecimento de mundo q já tem pra expandir o dos outros!!! (csa q vc já faz, e espero q continue fazendo até o fim dos tempos!! )

        Curtido por 1 pessoa

        1. Ahh caso você possa e queira, seria interessante criar um! O MyAnimeList te ajuda a organizar os animes que você já viu, quer ver, droppou ou reassistiu. É um site bem útil. Confesso que sem ele estaria desnorteada kkkkkk

          > Antes de ver seu comentário, alguém me adicionou lá. Pensei que era você xD ashuahsaushu
          > Pode deixar que ainda farei vários posts aqui, meu único problema é meu tempo limitado.

          Curtido por 1 pessoa

Comenta aí, meu povo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s