Collar x Malice – Qual é a verdadeira face da justiça?

Hey! Hoje eu vim trazer uma recomendação que eu queria fazer há MUITO tempo, mas tendo em vista que é sobre um jogo de PsVita, pensei que muitos não teriam a chance de conferir. Pooooorém, uma notícia inusitada surgiu essa semana e me deu a chance de vir aqui com muita alegria apresentar pra vocês meu otome game favorito: Collar x Malice!

 

Uma breve sinopse:

capa

Gênero: Ação, Mistério, Suspense, Policial e Romance.

A história se passa na cidade de Shinjuku, em Tóquio, quando um grupo terrorista intitulado Adonis (com uma ideia deturpada de justiça) decide julgar todas a pessoas em “boas” ou “más”, por meio de uma série de ataques chamados de “Incidentes do Dia-X”. Sendo assim, cada um deles seria uma espécie de contagem regressiva até o “Dia-X” (Juízo Final), no qual todas as pessoas ruins seriam devidamente punidas. A protagonista Hoshino Ichika é uma policial novata que, por um motivo desconhecido, é escolhida por esse grupo extremista para servir de “experimento”, e assim, durante uma chamada de trabalho, ela é atacada por uma figura desconhecida e deixada inconsciente em uma igreja. Ao acordar, a jovem se depara com um colar em seu pescoço, que contém um veneno fatal, e sua única chance de sobrevivência depende de sua capacidade para “Descobrir a verdade por trás do Dia-X”.

 

Olha, não sei vocês, mas só essa sinopse já foi suficiente para me deixar super intrigada querendo saber o que vai acontecer a partir daí! Sempre fui fã de um suspense policial e gente… Collar x Malice é um prato cheio disso.

 

Mas o que seria uma “Visual Novel Otome”?

Caso ainda não saibam e tenham a curiosidade de saber, nossa redatora Xícara já fez uma explicaçãozinha, então vocês podem ter a resposta para essa pergunta nesse link AQUI. Mesmo que o post dela seja sobre outro jogo, esse conceito está logo no começo, então será fácil de encontrar~

Eu, particularmente, AMO jogos assim, porque você se sente lendo um livro, mas ao mesmo tempo, também tem a sensação de ser o escritor da história (mesmo que o desenrolar da trama já esteja pré-definido). Além disso, a união das dublagens, trilha sonora e ilustrações criam uma ambientação totalmente diferente de qualquer outra mídia existente! Na minha opinião, visuais novel só conseguem ser um pouquinho menos dinâmicas que um anime.

Também é interessante ter a chande de poder ver todos os finais possíveis, tanto as situações em que tudo dá certo quanto as que dão errado. Eu sofro DEMAIS pra fazer os Bad Endings, mas admito que é uma experiência interessante haha (Menos quando a gente pega final ruim de primeira, ai nesse caso é só triste mesmo…)

 

Outra coisa que eu acho muito divertido sobre a gameplay de otome games é possibilidade de liberar CGs (Ilustrações do jogo) no decorrer da história!

A artista responsável pela ilustração desse jogo, Hanamura Mai, é, atualmente, minha desenhista favorita de otogames (olha só que traço divino!). Alguns já devem ter percebido, mas ela é a mesma pessoa que fez o desenho da série otome “Amnesia”.

8d5e06a7-d761-4ff2-a942-47a430eb0e47

(É uma arte mais linda que a outra… )

Esse sistema de “liberar conteúdos” durante o jogo também estimula um sentimento de colecionador na gente e enriquece ainda mais a nossa experiência como jogador! Eu mesma só termino um otogame depois de pegar todos os troféus~

 

Mas por que Collar x Malice é TÃO bom?

Porque ele cumpre a sua proposta com maestria, trazendo uma história de investigação com personagens cujas intenções são, de fato, questionáveis e realmente acabam instigando nossa imaginação (E as opções românticas são MUITO boas, mas vou deixar isso em off)

Diferente de algumas pessoas, eu não tento me ver como a protagonista quando jogo, ainda mais no caso de Collar x Malice, já que ela tem uma personalidade super bem construída! Mesmo assim, não posso deixar de dizer que me senti parte da história enquanto jogava. Isso porque, da mesma maneira em que a protagonista foi jogada sem mais nem menos numa treta super tensa, o jogador acaba se vendo nessa mesma posição quando começa a jogar. Quais as intenções dos terroristas? Quem são os culpados de cada “Incidente-X”? Por que escolheram logo a Ichika? E várias outras perguntas que são introduzidos pelo próprio jogo, acabam nos levando a teorizar sobre as possíveis respostas para esses questionamentos.

 

Além de uma protagonista forte e determinada, temos vários outros personagens igualmente interessantes!

(lembrando que eu traduzi as imagens, mas o jogo está em inglês)

Olha, dos otome games que vieram para o ocidente e eu joguei, posso afirmar com certeza que os personagens daqui são muito bem desenvolvidos. Desde os secundários, até os mais recorrentes na história, todos passam a ideia de que são “pessoas” dentro do enredo. Isto é, eles não estão ali só pra encher linguiça, mas pra mostrar que, dentro dessa obra, existem uma série de personagens tão “vivos” quanto os principais.

Abrindo um destaque especial para os 5 protagonistas, preciso ressaltar o quanto eles são MARAVILHOSOS. Compondo uma equipe de ex-policiais e policiais em ativa (apesar de bem excêntricos), os cinco rapazes trazem personalidades totalmente diferentes e extremante cativantes.

Sei que sou suspeita pra falar, mas todos são tão adoráveis, que eu simplesmente amei fazer a rota de cada um (mesmo que, claro, eu tenha os meus preferidos haha).

tumblr_oozy1iOuJA1vre972o2_r1_1280

◊ Aqui um resumão (meio estranho) desses personagens pra poderem terem uma ideia de como eles são:

⇒ Aiji Yanagi: O paizão do grupo, é gentil e se preocupa com todos, mas, ao mesmo tempo, parece se distanciar das pessoas.

⇒ Sasazuka Takeru: Tsundere amante de doces, tem a língua afiada, mas sabe reconhecer os pontos positivos dos outros.

⇒ Enomoto Mineo: Às vezes inconveniente, é a “alma” do grupo, sendo o mais enérgico e “puro” da equipe.

⇒ Shiraishi Kageyuki: O misterioso que ninguém entende direito até fazer a rota, parece entender de tudo e de todos, mas ao mesmo tempo não consegue entender nada sobre si mesmo.

⇒ Okazaki Kei: Aquele personagem que vive brotando do além e parece não falar coisa com coisa, mas que você (por algum motivo estranho) se sente atraído e curioso pra conhecer melhor.

⇒ Hoshino Ichika: A protagonista badass e fofinha, que todo mundo ama e respeita. Mesmo estando em uma situação delicada, está determinada a resolver os casos do “Incidente-X”

 

E já que esse post é meu e eu tenho o poder de fazer isso, vou reservar esse espaço para enaltecer o lindo do Sasazuka Takeru! Que pela minha reação, acredito que já esteja claro que ele é o meu boy favorito desse jogo haha
(Ah, seilá… o jeito que ele é grosso é diferente…)

Sendo muito sincera, ele foi o primeiro personagem de otogame que eu realmente fiquei muito apaixonada enquanto jogava. Mesmo eu não sendo fã de tsunderes… não posso negar meu amor por esse rabugento amante de donuts *gritando pro mundo saber o quanto eu amo o Takeru*

 

Mas não para por aí não, porque a trilha sonora desse jogo encaixa como uma luva com a ambientação da história

Principalmente durante partes tensas, as notas dissonantes e a escolha de sons distorcidos realmente deixam a gente com o coração na mão, imaginando o que vai acontecer a seguir. Sem contar que as demais músicas, até as meio “dias normais” também criam uma ambientação muito mais interessante enquanto se está jogando.

Uma coisa que eu amo (e que graças a deus aconteceu com Collar x Malice) é quando a empresa faz “Character Songs” pros personagens. Isto é, uma série de músicas cantadas pelos dubladores, em que cada um retrata o seu respectivo personagem dentro dessa canção.

♥ Para os interessados, vou deixar o link com uma playlist delas AQUI.

 

Outro detalhe na parte musical, é que no começo eu não gostava muito da abertura, mas hoje em dia amo! Haha
(As vezes eu abro o jogo só pra assistir a abertura, admito)

 

Já os “vilões” desse jogo são apresentados no decorrer das rotas e isso se torna uma espécie de “quebra-cabeça” pro jogador

Durante o jogo, existem alguns finais chamados “Adonis”, em que sempre dá merda (pelo que eu me lembre), mas o lado positivo (se é que podemos chamar assim) é que você acaba conhecendo um integrante específico do grupo terrorista.

É interessante sempre fazer o “final Adonis” durante ou após o término de cada rota, porque os antagonistas presentes nesses finais acabam aparecendo na rota de outro personagem. Assim, você acaba tendo um pouco mais de informação sobre eles pra poder tentar a teorizar sobre mais pra frente no jogo.

Minha opinião pessoal é que Collar x Malice te induz a descobrir os culpados antes da revelação oficial. Pra mim, não é um ponto negativo que torna a trama “previsível”, mas sim adiciona o próprio jogador, como um dos membros envolvidos na investigação. Eu mesma já desconfiava de quem era o “vilãozão” da história há um bom tempo, mas na hora de oficializar, estranhamente eu também me senti tão mal quanto a protagonista (?) haha

 

O jogo também traz um sistema de investigação (mais interativo do que realmente relevante para o andamento do jogo) e algumas cenas meio “caricatas”, que  ajudam a dar uma quebra no modo “full leitura”

 

Além disso tudo, a ambientação um pouco mais “sombria” e “adulta” são a marca registrada de Collar x Malice e realmente se mostram ser um grande atrativo, tanto visual quanto temático para os interessados em conhecer a obra!

Para os que ficaram com vontade de em jogar, o PsVita teve a sua produção finalizada (estou bem triste com isso, por sinal) esse ano. Então talvez o console fique mais em conta pra comprar, só que aí vocês irão se deparar com problema de adquirir um videogame meio “morto”. Mas tendo em vista que o Vita recebeu bastante jogos estilo visual novel, talvez ainda possa valer a pena para aqueles que gostarem desse gênero. Uma outra possibilidade, é ver se o jogo vai ser liberado nas internetzes da vida, já que o Vita foi descontinuado. (Lembrando que a melhor opção é optar por consumir o conteúdo oficial hehe)

 

Informações técnicas:

  • Collar x Malice foi produzido pela Idea Factory, empresa filial da Otomate.
  • É um jogo para PsVita (disponível em japonês e em inglês). Porém, foi anunciado recentemente que irá para o Switch (só que pelo visto só anunciaram a versão em japonês, por enquanto).
  • Foi lançado em 2016 no Japão e trazido para o ocidente em 2017.
  • O jogo possuí uma sequência (infelizmente só tem em japonês no momento *chora*) chamada “Collar x Malice – Unlimited”, lançado em 2018.

 

Curiosidades:

  • É possível encontrar Artbook do jogo, com ilustrações oficias e algumas informações sobre o jogo (meu sonho de consumo é ter essa beleza).
  • A franquia, como a maioria dos otome games famosos dessa empresa, possuí uma série de Dramas CDs.
  • Collar x Malice também ganhou um stage play, em 2018, sendo que também já foi anunciada uma nova peça para a série!

 

E para encerrar, não poderia deixar de dizer o motivo que me levou a fazer post:

 

FOI ANUNCIADO QUE COLLAR X MALICE TERÁ UMA ADAPTAÇÃO PARA ANIME!

(Ainda não tem data de estréia, mas pelo visto ele já está em produção)

 

Durante a OtomateParty 2019 (um evento da empresa responsável pela produção do jogo), houveram vários anúncios e um deles foi essa beleza de notícia que venho trazer para vocês! Eu tinha acabado de acordar quando fiquei sabendo disso e quase tive um treco, porque queria sair gritando e panfletando Collar x Malice pro mundo inteiro, mas tinha que ir logo pra faculdade (Pelo menos agora me sinto melhor depois de ter vindo falar por aqui haha).

Lógico que adaptações de anime de visuais novel (e principalmente otomegames) não costumam ser láááá essas coisas, mas pelo jeito que essa história é boa, estou com MUITAS expectativas do que está por vir!

Além disso, os animes otome hoje em dia tendem a focar na rota que seria a “principal” do jogo (no caso de Collar x Malice, provavelmente farão a rota do Aiji Yanagi) o que direciona bem mais o rumo da animação e torna a história mais “fechadinha” na hora de assistir. Ou seja, não vai ser um monte de informação do otogame jogada na nossa cara, que fazem com o que o anime vire uma bagunça (tipo a adaptação de Amnesia *cof cof*)

 

Espero que tenham gostado da recomendação! Principalmente aqueles que tem mais dificuldade pra poder jogar Collar x Malice, não deixem de conferir o lançamento desse anime. Não sei se a equipe da animação vai conseguir deixar a adaptação tão boa quanto o jogo, mas a história/personagens são tão incríveis que vale MUITO a pena dar uma chance~

bye

 

 

 

-SEE YOU NEXT TIME☆

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s