Koe no Katachi – Análise.

YOOOO!!! 

Estava eu sem nada para fazer e resolvi ver esse filme. Acabei me envolvendo bastante com a história, por isso irei fazer uma breve análise dessa animação.

SINOPSE :

Shouko Nishimiya, uma menina com deficiência auditiva do primário, sofre bullying de Ishida Shouya a tal ponto que é transferida para outra escola. Como resultado, ele é condenado ao ostracismo e sofre bullying de seus colegas. Anos mais tarde, atormentado por seu passado, Shouya decide que ele deve ver Shouko mais uma vez.

Um assunto que anda em alta e infelizmente continuará assim é o bullying, quem nunca sofreu ou presenciou casos assim na vida? Aproveitando o tema que a cada ano se expande no cotidiano das pessoas; a  história nos é apresentada.

Shouya na sua infância era uma criança marrenta que gostava de ficar pregando peças nos colegas de classe, até o dia que Nishimiya chega na escola, uma garota surda e simpática que recebe todos com um sorriso no rosto. Ela mostra um caderno onde escreve seu nome e, posteriormente, diz que é surda e que quer ser amiga de todos. Shouya a chama de estranha e a partir daí começa a incomodar Nishimiya a todo momento, e com o passar dos dias as outras crianças vão se afastando dela tanto por causa dos bulliyng quanto pelas diferenças também.

koe child

Nishimiya consegue fazer amizade com uma garota da sala chamada Sahara, as duas começam a andar juntas e a garota até começa a aprender a linguagem de sinais para se comunicar com ela, mas como o comportamento hostil dos alunos começa a amedrontar Sahara… ela acaba saindo da escola e sendo transferida para outro colégio.

Shouya e sua amiga Ueno continuam a perturbar cada vez mais a garota até o momento em que ele arranca os aparelhos auditivos de Nishimiya e a situação começa a se agravar. Depois do ocorrido, ela volta e ainda tenta fazer amizade com o garoto mas ele a rejeita novamente.

Com o tempo, chega ao conhecimento da diretoria reclamações da mãe de Nishiyama… enfatizando que os aparelhos auditivos foram perdidos diversas vezes na escola e pede para que isso seja resolvido. Neste momento, Shouya é desprezado por todos na sala e aqueles que o ajudavam no bulliyng se fazem de inocentes e jogam toda a culpa sobre ele. Então, ele começa a sofrer tudo o que ele fez a garota passar e acaba sendo ignorado por todos, e é aí que a história começa a tomar foco.

koe bridge

Alguns anos se passam depois disso e é aqui que eu acho que o filme peca um pouco. Como ele é baseado em um mangá de 63 capítulos, já era de se esperar uma história um tanto resumida, mas nesse começo da nova fase algumas coisas ficam meio que sem explicação e contadas em uma ordem não aleatória que acaba por confundir um pouco o telespectador. Boa parte da informações são apresentadas no primeiro minuto do filme em pequenos flashes de imagem, como o que está na imagem acima (a tentativa de suicídio). E depois, esta cena é retomada novamente após mais de 20 minutos de filme – parece que eles queriam que se entendesse tudo o que ocorreu naquele minuto. Não chega a atrapalhar o filme em si, mas incomoda da mesma forma.

koe 1

A história agora começa mostrar como todo o bulliyng que Shouya foi sofrendo durante anos de vida escolar, acabou por comprometer a sua vida social. Ele se tornou um jovem calado e não consegue mais olhar as pessoas nos olhos, todas essas pessoas que ele tem medo de se envolver são mostradas com um X no rosto. Somente seus familiares e aqueles em que ele confia são mostrados sem o X. Um fato interessante é que com o decorrer do tempo, ele acaba se aproximando de um garoto que ele ajuda na escola e o X cai do rosto dele – mostrando, assim, que ele está se abrindo com uma nova pessoa.

Posteriormente, ele enfim reencontra Nishimiya e a pede desculpas. Shouya tenta se comunicar em linguagem de sinais com ela também. E vai ser exatamente neste momento, que ele vai começa a tentar se redimir pelo que fez com ela no passado.

koe Nishi

Os dois acabam se tornando próximos e ele se envolve com a família dela. Com o decorrer da história, vários personagens da infância deles vão sendo reinseridos na trama e novos desafios para Nishimiya e Shouya são refletidos – como a superação dos traumas de infância e aceitação dos erros passados.

A partir daí a história se desenvolve bem, principalmente no desenvolvimento dos dois personagens principais,  mas deixa alguns personagens meio que de fora mesmo com uma certa importância na trama. Acho que alguns poderiam ser explorados mais no decorrer do enredo, mas como o foco é a superação dos dois… acho que não chega a atrapalhar.

koe-no-katachi

Uma coisa que me agradou muito no filme foi a iluminação e os cenários: são lindos de se ver. As cores, luzes e tudo mais se unem em harmonia, criando algo sem palavras. A todo momento, eu parava para admirar os cenários e os detalhes. A trilha sonora também não perde em nada.

Koe no Katachi nos entrega uma história simples, mas cheia de momentos marcantes entre os personagens que buscam aceitação por seus problemas passados, lutando – assim – para melhorar a sua maneira de enfrentar a vida. A representação de superação na cena final foi linda. Tudo mais diante: imagens, direção de áudio e cenas, remeteram bem ao nome do filme dando uma forma ao som.

Recomendo a todos que buscam um drama com um pouco de romance. Porém, não venham atrás de romance centralizado, pois este não é o foco principal da trama. O foco principal de Koe no Katachi é nada mais, nada menos que o puro sentimento de superação.

koe 2

 

 

See you next time….

Anúncios

Uma resposta para “Koe no Katachi – Análise.

  1. TEM FILMEE??? CHOCADAA ‘000’
    A história é de fato muito bonita e trata de um tema muito delicado e de forma muito mais sériq do que a que estamos acostumados a ver no mangás (pelo menos nos shoujos q eu leio)
    e de que modo esse tratamento pode influenciar a vida não só de uma pessoa, mas de um grupo de pessoas (o que nesse sentido me lembra muito aquela série Os 13 porquês)… E os personagens são tão humanos, mesmo dps de todas essas falhas eles ainda sofrem e erram, seja por medo ou por simplesmente acreditar estarem certos, mas estão sempre aprendendo e amadurecendo.
    Eu li ao mangá, mas por mais que eu achasse a história muito boa eu demorei um pouco até terminar (acho q foi só na terceira vez q consegui :x) e ainda sim quando tento me lembrar a estória está bem clara na minha mente, mas o final bem fraco hahahaha

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s