Indicação - manhwa

Hot Blooded Woman – Porque mulheres precisam ser fortes.

Olá! Como vai? Tudo ótimo?

1.1

Hoje vamos falar de Hot Blooded Woman!

Antes de fazer esse post de indicação, fiz uma breve explicação aqui no blog sobre a diferença entra mangá e manhwa. Pois bem, queridos, estou aqui para apresentar à vocês meu manhwa preferido de Hwang Mi Ri! 

Essa manhwaga possui uma lista grandinha de títulos no MyAnimeList que, milagrosamente, consegui terminar todos. Vocês devem está se perguntando o porquê de eu gostar tanto de Hwang Mi Ri ao ponto de ler todos os manhwas dela, e a resposta é bastante simples: ela é uma autora feminista. O que isso quer dizer? Por via de regra, toda obra de sua autoria possui personagens femininas fortes, independentes e destemidas.

Sabem o quanto isso é sensacional numa indústria cheia de romances com protagonistas lerdas que precisam ser protegidas sempre pelo boymagia? Hwang Mi Ri desconstrói todo esse esteriótipo japonês ultrapassado de protagonistas fracas e dependentes da opinião masculina. Aqui, nos romances dessa manhwaga, A PRÓPRIA PROTAGONISTA SE DEFENDE, FALA, BRIGA, LUTA E MANDA TODO MUNDO PRO INFERNO SEM UM PINGO DE RANCOR OU DÚVIDA PORQUE ELA NÃO PRECISA SE MARTIRIZAR COM IMPRESSÕES DE UMA SOCIEDADE MACHISTA. 

E já aviso de antemão: as protagonistas de Hwang Mi Ri não são “boas moças”,  elas são – na maioria das vezes – delinquentes malucas.

Mas e aí, se interessou?

Se sim, vem cá dar uma espiadinha sobre Hot Blooded Woman!

1

Ficha técnica

Manhwaga: Hwang Mi Ri  | Volumes: 24 (completo e todos volumes traduzido para o português) | Demografia: shoujo, comédia, romance, ação e drama.


Sinopse

Ha Ji Kang é uma menina fofa e comum, que vive apanhando de seus irmãos metidos a valentões. Cansada de servir de saco de pancadas, ela vê que para não ser pisada pelos outros precisa aprender a ser forte. É assim que de uma garotinha meiga e gentil ela se transforma na raivosa líder de uma gangue de rua. Um belo dia, Ha Ji sofre um terrível acidente e morre. Depois de um bocado de confusões com um certo mensageiro da morte incompetente, ela vai parar no corpo de Aram Han, uma jovem que estava em coma. Aram é linda e rica, o sonho de 9 entre 10 jovens mulheres coreanas. Mas não de Ha Ji, que de repente se vê presa no corpo daquela garota fraca e cheia de problemas de saúde que é o alvo preferido das provocações de seus colegas de escola.

OBS: não se esqueçam que estamos falando de um manhwa, a leitura é ocidental => da esquerda para a direita.


Impressões

Acho que já deu pra perceber pela sinopse, néh? Esse vai ser um dos manhwas shoujos mais doidos que vocês conhecerão em suas vidas.

A protagonista é louca mesmo, uma delinquente insana:

3-horz

E o choque já começa quando você lê na sinopse que ela morre. Na época, eu sequer li a sinopse, fui direto pro mangá e no primeiro capítulo foi tipo “Whaat??”. Mas a questão, a comédia e entretenimento da história está no fato da protagonista não ter escrúpulos ou bom senso. Ha Ji é uma delinquente nata, uma maníaca por “força” que não está nem aí pra sua aparência feminina ou assuntos do coração. Ela se considera autossuficiente em vários sentidos, daí do nada ela morre e acorda no corpo de uma menina linda, rica, MAS FRACA.

Vocês conseguem imaginar a cena?   

4

Gente, Ha Ji é uma figura.

Ela não ficou nenhum pouco impactada com a morte dela, ela aceitou isso de boa. A única coisa que ela não consegue aceitar é o fato de estar viva, porém num corpo fraco.

5
“[…] QUE NÃO CONSEGUE NEM QUEBRAR UMA MESA” AHSUAHSUAHSUH

Mas o mais engraçado mesmo é quando ela descobre que o corpo da Aram é cheio de doenças, sendo que na verdade ela (Ha Ji) adora comer besteiras no dia a dia:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Só que a comédia não para por aí, os problemas dela sequer começaram. Ela descobre que além de ter um corpo fraco cheio de doenças, a menina que ela possuiu o corpo é uma excluída. Aram sofre bullying na escola, tem um amor unilateral por um cara que a odeia e as pessoas a ignoram.

Só que nossa Ha Ji é louca… ela não tá nem aí pra nada. As únicas coisas que existem na cabeça dela é luta, ser uma líder de gangue e ter vários subordinados. Ela é tão nonsense que não percebe que está sofrendo bullying na escola.

Este slideshow necessita de JavaScript.

E é exatamente nesse período que ela se depara com a figura de Sin Uoo Park, o cara que quem a Aram gosta – contudo, ele odeia a Aram. Só que a Ha Ji é tão tapada, mas tão tapada em relação à romance que ela sequer consegue notar que o corpo da Aram reage instantaneamente em relação ao Sin Uoo.

Nos primeiros capítulos, ela tenta enfrentá-lo mas do nada tem um ataque cardíaco. Ela tenta desvendar o “mistério” desses sentimentos, o mensageiro da morte até dá umas dicas, mas essa menina só consegue pensar em lutas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Gente, essa protagonista não existe. Tem uma cena engraçada demais, uma de quando ela tenta eliminar esse “medo” (amor) que a Aram sente pelo Sin Uoo. Ha Ji coloca na cabeça que precisa eliminar esses sentimentos de derrota da Aram (repetindo: amor kkkkk) e que vai vencer o Sin Uoo de qualquer jeito, mesmo que isso signifique fazer coisas fora de lógica:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 Eu juro pra vocês, eu não aguento ver essa cena até hoje AHUSHASUHASUH

E durante essa mudança repentina de personalidade, Sin Uoo acabará se apaixonando pela Aram (no caso… ele vai se apaixonar pela Ha Ji que está possuindo o corpo da Aram). Não contarei muitos spoilers sobre isso, senão perderá a graça. Coloquei apenas imagens dos capítulos iniciais relacionados à comédia, pois não afeta profundamente a história e etc. Mas acreditem: acontece muuuiita coisa depois, estejam preparados para sangue, pancadaria e ideias psicopatas.

Aliás, tudo de ruim começa acontecer quando o vice Jjang (Jjang é o nome dado ao líder de uma gangue) da Ka Ji – Han Seo – aparece na história. O enredo começa a ficar pesado. Ok que ele é bonito e etc, mas isso não é argumento para justificar o quão perigoso esse homem é. Ele comente cada atrocidade na história… Se tem uma palavra para definir Han Seo Kang é: doente.

21

Sobre o romance de HBW:

Inicialmente, eu não gostava muito do Sin Uoo. Ele era realmente um babaca, um idiota sem escrúpulos, mas depois que a história foi se desenvolvendo… eu fui ganhando uma espécie de simpatia por ele. Ri muito com o Te Hu também, mas confesso que a relação da Ha Ji com o Sin Uoo é uma coisa única, não tem nem como explicar o quão divertido esses dois são juntos.

E sinceramente, eu já li muitos mangás na vida, mas nunca achei um romance tão cômico igual ao de Hot Blooded Woman. Gente, vocês não tem noção do quão idiota isso é kkkkkkk Se a Ha Ji é uma retardada, eu não sei o que o Sin Uoo é, porque pra ele ter se apaixonado por essa menina… ele deve ter algum parafuso solto na cabeça.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Não tem como resistir à essa criatura kkkkkkkkk


Conclusão

Nunca ri tanto com um mangá/manhwa na minha vida.

E nunca passei tanta raiva, também.

Como assim passei raiva? A ingenuidade da protagonista às vezes é irritante demais, ela se aproxima de pessoas perigosas sem pensar duas vezes, não desconfia de ninguém e acaba confiando cegamente em pessoas que nem conhece ou que a traíram do pior jeito possível. Aliás, existem umas cenas pesadas de luta e violência. Isso acaba desencadeando fios de drama no enredo. Teve horas que nem conseguia ler direito o mangá (pois algumas situações ficam bemmm distorcidas) e que quis jogar um tijolo na cabeça da Ha Ji, porque essa menina não tem sequer um pingo de juízo.

Mas enfim, Hot Blooded Woman foi uma obra que me marcou bastante. Acho que o que mais me chamou atenção nesse manhwa foi a personalidade forte da protagonista. Ha Ji pode ser idiota, masoquista e tudo mais, mas ela própria resolve seus problemas e enfrenta a realidade de frente quando precisa. Ninguém precisa resolver nada por ela, ela consegue sustentar sua personalidade de um jeito que expressa força (apesar de achar que ela ergue esse muro de ingenuidade de propósito). Não obstante, um dos motivos que me fizeram gostar bastante de HBW foi a autora enxergar as mulheres com olhos diferentes do que os mangás atuais estão oferecendo para o público feminino.

Acho que vocês vão entender mais ou menos o que estou dizendo quando lerem Hot Blooded Woman.

Aliás… esse manhwa passou uma grande lição de moral para nós. Na verdade, foi uma lição profunda que às vezes precisamos ser lembrados:

22
HA JI, VC NÃO EXISTE MESMO! AHUSHAUSHUSH

.

E aí, gostaram?

Espero que tenham se interessado pela indicação e leiam! Aproveita que dá pra achar Hot Blooded Woman todinho (24 volumes) em português na internet XD

Onde posso ler?

Vocês podem baixar todos os volumes de HBW no HITSUZEN!

Aliás, antes de me despedir de vocês, Ha Ji quer dar umas palavrinhas:

JA-HI

HA-JI2

 

Nos vemos por aí, seus lindos!

 

 

– See you space cowboy

7 comentários em “Hot Blooded Woman – Porque mulheres precisam ser fortes.”

  1. Terminei de ler graças a sua recomendação! Gostei muito mesmo! Eu estava lendo em inglês no site mangarock e no final a tradutora se revoltou completamente HAHAHAHA deixou uma nota no final, ela disse que tem muitas partes que é a mesma coisa das outras obras dessa artista e criticou bastante deu 5/10 xD ah! ela também disse algumas coisas que eu achei bem interessante, como no final [SPOILER AQUI NAO LEIA ISSO QUEM NAO TERMINOU] a gente descobrir que a Ha Ji não era assim tão bobinha e talvez um pouco má e egoísta, ela se fingia de burra as vezes, isso era a “pokerface” dela, assim como os outros dois caras do triangulo amoroso, ela também era complicada. Ela não queria abrir mão de nenhum deles, a ponto de deixar o Han Seo tão doido daquele jeito… no final, ele só queria que ela deixasse ele ir primeiro, por isso ele ficou tentando muito fazer ela parar de confiar nele, mas ela nunca parava. Quando ele armou aquele plano pra fazer ela atirar no outro, deu a entender que ela atirou pra salvar a vida dela, e depois dela acreditar nisso, foi quando o Han Seo viu que ela não confiava mais nele. Por isso que ele deixou ela ir também, fingindo ter esquecido tudo sobre ela quando acordou no hospital… O começo do mangá eu ri tanto, mas pelo meio e no final ficou muito denso e complicado, mas mesmo nas partes super tristes e tal ainda tinha comédia haha eu amei! 😀

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oii! Obrigada por comentar aqui no blog! Apesar das loucuras e assuntos pesados, eu gosto bastante deste manhwa. Infelizmente, a autora de Hot Blooded Woman parece ter uma espécie de bloqueio com enredos, porque quase todas suas histórias têm personagens semelhantes xD kkkk entretanto, a maioria de seus manhwas não deixam de ser engraçados. Aliás, este é o meu preferido do acervo dela (porque diferente dos outros, HBW é completo).

      OBS: sobre o final, concordo plenamente. Eu quis muito escrever sobre ele neste post, mas seria um spoiler muito violento.

      No mais, fico feliz que gostou da indicação ❤

      Curtir

  2. Que raiva, que raiva, que raiva
    Comecei a ler, estou por volta do capítulo 80, e sim a história é realmente boa e sim Ha Ji é maravilhosa (ela é autêntica, sem máscaras e isso me encanta), mas aquela Aram? Vixe Maria!!!
    Mas não tem quem me irrite mais do que aquele mensageiro da morte, anjo da guarda, pai ou slá o que ele é… Claro que as atitudes deturpadas de Aram e Han Seo me incomodam, quando eles fazem algumas coisa eu fico toda angustiada querendo saber como Ha Ji Vai superar, mas a maneira como o mensageiro protege e justifica as atitudes de Aram me dá nós nervos.
    Estressada aqui, mas louca pra saber o que vai acontecer… Então, fui!!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Já está no capítulo 80? ESSA É DAS MINHAS! hasuahsuh

      Boa sorte durante sua leitura, o enredo é muito dinâmico e por vezes nos estressamos com as atitudes da Ha Ji… mas, apesar disso tudo, a gente não consegue parar de ler pq a história é muito bem construída. Quando terminar de ler, volta aqui pra dizer o que achou XD

      Curtido por 1 pessoa

  3. Recomendou tá recomendado… Vou procurar pra ler imediatamente, a história parece ser muito boa e no meio de tantas estórias esteriotipadas é bom ter alguém q nade contra a maré.
    Reparei q esse traço não me era estranho, quando fui procurar foi de outro manhwa da mesma autora q comecei (assim meio sem querer), mas não cheguei a terminar: Nan Eomma Nun Appa

    Curtido por 1 pessoa

  4. Owwnn. Que linda essa review. Tenho um carinho muito grande por HBW. Até então eu nunca tinha visto uma protagonista tão incrível. A Ha Ji é forte, autêntica, idiota, boba, tem uma lógica própria e vive de acordo com ela. A Aram é chata, imatura, mas dá uma certa pena dela pq a Ha Ji, com aquele jeito louco, é mil vezes mais madura e mentalmente saudável do que ela.
    Quando li pela primeira vez (já foram várias) fiquei encantada, mesmo sabendo que a história não é perfeita. A arte é muito instável. Há painéis bem bonitos e em outros momentos parece que o personagem está deformado de tão feio. Sem falar que todos os trabalhos da Hwang Mi Ri usam basicamente a mesma fôrma para os personagens, com poucas variações. Ela podia ter se esforçado um pouco mais na arte. T.T Na história, a única coisa que não gostei foi aquela noiva do Sin Uoo (era noiva? nem lembro?). Aquela garota rica que aparece quase no final querendo ser rival da Ha Ji. É a única parte que achei chata.
    Quando traduzi HBW (sim, aqui é a Nenna ^_^), queria que as pessoas pudessem ter acesso a essa obra tão incrível em português e fico contente de as pessoas lerem e também virarem fãs.
    Ainda tenho a esperança de transformarem essa história num k-drama. Seria a coisa mais linda, né?

    Curtido por 1 pessoa

    1. O-M-G

      Calma, deixa eu respirar.

      Você foi a pessoa maravilhosa que disponibilizou Hot Blooded Woman todo em português? Meu Deus, eu preciso urgentemente te abraçar neste momento. Muito, mas muito obrigada por ter traduzido esse manhwa inteiro pra pt, provavelmente eu não teria conhecido os outros trabalhos da Hwang Mi Ri, justamente porque meu primeiro manhwa dela foi HBW (daí procurei o resto em outras línguas). Sério, fico muito agradecida por isso T-T

      Sobre a obra: eu gostei tanto que tive que fazer uma indicação aqui no blog. Quase todas as protagonistas dessa autora são parecidas, mas eu gosto dessa tipologia forte de mulher. É instigante e inspirador. Também não gostei da aparição daquela menina (amiga do infância do Sin Uoo), ficou muito chato aquela rivalidade idiota – até porque ela nem amava ele de verdade. Aliás, seria um sonho se HBW virasse k-drama, provavelmente eu iria morrer de felicidade no dia kkkkkkk

      No mais, muito obrigada por comentar aqui no blog! Fiquei muito feliz mesmo XD

      Curtir

Comenta aí, meu povo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s