Review - anime

Yuri!!! on Ice – Análise do anime

Olá! Como vai? Tudo ótimo? Tudo bem?

(hoje a introdução é azul em homenagem ao anime)

Por onde começo? Sinceramente, não sei. Propositalmente deixei 3 episódios de Yuri on Ice acumulados no intuito de assisti-los ininterruptamente; com calma e maestria. A questão é que eu terminei esse anime com um sentimento tão simples, mas tão simples que eu necessito desesperadamente explicar através de palavras e imagens o quão singelo, encorajador e real esse anime de Mitsurou Kubo é.


|OFF| Voltei do final do post para dizer que => ele não está grande… está IMENSO. Mas tenha coragem! Demorei muito tempo para escrevê-lo, justamente porque gosto de coisas completas. Além de uma análise bem feita, eu quis trazer elementos fora do roteiro. Acredito que meus dias escrevendo e pesquisando pelo mundo (google) irão te surpreender. Prepare-se. Voltei de novo: eu não consigo acreditar no tamanho dessa análise.


ANTES DE COMEÇAR, QUERO CHAMAR ATENÇÃO PARA DUAS COISAS:

1) Yuri on Ice é dirigido por Sayo Yamamoto. Muita gente pode não entender, mas essa mulher é incrível. Além de possuir experiência em direção geral, sua especialidade se encontra em continuity sketches (esboços de continuidade – storyboards). Ela participou da staff de Samurai Champloo, Redline, Death Note, Psycho-Pass, Michiko to Hatchin, Space Dandy, Evangelion, Shingeki no Kyojin e outras obras maravilhosas. Yamamoto trabalhou diversas vezes com Shinichiro Watanabe… eu não tenho palavras para descrever a competência desse homem. Agraço de coração por ambos terem abraçado a criação de um anime tão único como Michiko to Hatchin (acho que todo brasileiro deveria conhecer essa obra).

  • |OFF| Se você não possui muita experiência sobre staff de animes, nunca se interessou sobre diretores de gráfico/áudio/storyboards ou coisas do tipo, estarei lhe dando uma dica sagrada: Shinichiro Watanabe, Yoko Kanno e Sayo Yamamoto. Grave esses nomes. Tatue na testa. Dificilmente esse trio irá te decepcionar.

2) Todas as coreografias do anime foram feitas por Keisuke Tomigana – patinador e coreógrafo profissional japonês.

Voltando…

Yuri on Ice é um anime original de Mitsurou Kubo (pseudônimo masculino, mas se trata de uma mulher) sobre patinação artística no gelo. Além de possuir Yamamoto como diretora geral, a staff conta com Tadashi Hiramatsu (character design – o mesmo de Kiseijuu: Sei no Kakuritsu), Keisuke Tominaga (produtor musical – piano) , Tarou Umebayashi + Taku Matsushiba (áudio) e Kenji Miyamoto como coreógrafo. O enredo gira em torno de um patinador profissional japonês chamado Yuri Katsuki, um ser de 24 anos que sofre de ansiedade, complexo de inferioridade e nervosismo. O desenvolvimento da história começa quando o patinador profissional e grande admiração de Yuri, Victor Nikiforov, torna-se seu técnico.

O anime pertence às demografias de esporte e comédia, foi produzido pelo estúdio MAPPA na temporada de outono de 2016 e contém 12 episódios finalizados.

FINALMENTE! – QUE – OS –  JOGOS – COMECEM !

minee
Essa imagem é tão eu…

Quero inaugurar logo essa análise, mas antes necessito deixar uma coisa bem clara para os céticos de plantão: Yuri on Ice não é um anime para quem tem personalidade fraca. 

É um anime sobre esporte? Sim. Tem comédia? Sim. Tem romance homoafetivo? SIM!

Como a grande maioria das pessoas, antes de começarmos assistir um filme ou anime novo: pesquisamos. Provavelmente muita gente deve ter visto vídeos, screenshots e gifs na internet sobre esse anime. Nesse tipo de situação encontramos três tipos de pessoas: as idiotas, as quase idiotas e as não idiotas. As pessoas idiotas irão julgar o anime sem nem mesmo ter visto, alguns xingam, brigam e até insultam os personagens e as pessoas que assistem. As quase idiotas julgam o anime anteriormente, mas acabam assistindo. E as não idiotas? Bem, são pessoas com ego forte o suficiente para não se importar com besteiras e opiniões pejorativas.

Se você é uma pessoa idiota, por favor reveja seus conceitos. Não, eu não quero entender seu ponto de vista distorcido e não, eu não quero discutir com você. Se você é uma pessoa quase idiota e que viu esse anime, eu rezo para que você tenha absorvido toda aquela compaixão humana, respirado toda aquela coragem infindável de mudança e se tornado uma pessoa melhor. E se você é uma pessoa não idiota, que não se importa com esse tipo de besteira e respeita a opção sexual dos outros… OMG, VOU TE ABRAÇAR!

yurio

Voltando…. ²

No primeiro episódio somos apresentados à nosso personagem principal: Yuri Katsuki. Ele é um personagem normal. Aliás, muito normal. Inicialmente achei até estranho, mas foi essa “normalidade” que encantou as pessoas ao redor do mundo. Por quê? Porque Yuri é mais humano do que personagem. Talvez boa parte das pessoas não tenham reparado nisso ou chegaram em tal conclusão, justamente porque a autora parece ter feito de propósito. As coisas em Yuri on Ice acontecem de forma natural demais e quando menos percebemos: estamos nos identificando com os personagens. 

Essa naturalidade flui de uma maneira tão harmônica que, apesar de não gostarmos da insegurança louca do Yuri, acabamos torcendo para ele involuntariamente. Não porque ele é o protagonista, mas porque ele compartilha os mesmos sentimentos de dúvida, ansiedade e insegurança que nós possuímos. A maioria esmagadora das pessoas entende isso e enxerga nitidamente no anime, porque somos testados todos os dias pela sociedade e sabemos que é assim que funciona.

E tudo isso, querendo ou não, reflete no psicológico das pessoas.

Já se perguntaram por que livros/filmes/animes/mangás existem? Melhor, já se perguntaram por que eles vendem tanto? É simples: porque a realidade é uma merda; porque um mundo paralelo é bem mais interessante; porque lá as pessoas são perfeitas. Nós aprendemos por livre e espontânea pressão que protagonistas são fortes, destemidos e tem poderes.

 Daí a gente vê isso em uma das primeiras cenas:

yurii

Naturalmente, quando assisti o primeiro episódio de Yuri on Ice e vi o protagonista chorando no banheiro, fiquei um pouco receosa. Porque é um anime. Porque ele é um protagonista. Não que protagonistas não chorem, mas protagonistas são fortes. 

A primeira coisa que pensei naquela cena foi “nossa…”. Exatamente, eu resumi tudo em um simples “nossa”. Só que, apesar disso, eu não tive muito tempo para pensar na personalidade frágil do Yuri, justamente porque um tigre selvagem invadiu a cena:

yurioo

YURI PLISETSKY APARECEU. 

Ele apareceu chutando tudo => tolerância, paciência e lógico: a porta do banheiro. Algumas pessoas não gostam muito desse personagem, porque ele é um pouco rude e interpreta o completo oposto do nosso Yuri protagonista. Mas essa é a lógica. Yuri Plisetsky (para os íntimos: Yurio) representa a encarnação da honestidade de forma ríspida, direta e inconsequente. Ele é louco e ninguém, nem mesmo o Victor, consegue copiar sua didática de jogar um balde de água fria na cabeça do nosso protagonista bobão. A presença de Yurio é bastante importante para o desenvolvimento de Yuri como personagem, a gente só vai enxergar nitidamente os sentimentos e influência geral dessa coisinha rudemente fofa no último episódio.

MAS ENTÃOO… Yuri só vai sofrer uma metamorfose quando Victor Nikiforov entra de paraquedas em sua vida!!

cats

No momento que Victor decide largar sua carreia e virar o técnico de Yuri, nosso protagonista começa a mudar. Tanto fisicamente, como psicologicamente. Acho que um dos episódios mais interessantes até agora foi o 2, quando Yurio sai da Rússia para levar o Victor à força de volta com ele. Porém, Victor só aceita se ele ganhar de Yuri numa disputa em que ambos teriam que patinar coreografias feitas por ele. Mas a surpresa não está aí, Victor sabe que apesar de ambos terem o mesmo nome, eles são BASTANTE DIFERENTES.

O espetacular técnico bishounen apresentou dois temas: Amor Ágape (amor incondicional) e Amor Eros (amor sexual). Victor fez questão de criar temas que combinavam perfeitamente com a personalidade de cada um. Já estava subentendido que o Yuri inseguro, tímido e medroso ficaria com a interpretação do Amor Ágape e nosso Yurio intolerante, impaciente e louco com o Amor Eros, quando….

yuri4-horz-vert
Victor inverteu tudo.

Por que gosto tanto desse episódio? Porque foi a partir desse momento que ambos os personagens começaram a descobrir lados que não conheciam dentro de si. No caso do Yuri: esse conflito foi essencial e ainda mais forte, pois ele teve que entender o porquê de gostar tanto de patinar, o porquê de não querer perder e o porquê de ter se fechado tanto para assuntos voltados à sua sexualidade. A verdade é que Yuri não se conhecia, ele começou a tentar querer se conhecer a partir desse episódio… porque antes, talvez ele não desse tanta importância. 

Outra casualidade que achei linda nesse episódio:

  • Yurio: Se eu vencer você volta comigo pra Rússia, Victor! E será meu técnico! É isso que eu quero!
  • Victor: Claro.
  • Victor: E você, Yuri? O que quer fazer se vencer?
  • Yuri: Eu quero comer Katsudon com você, Victor…
mine-horz
SIM, EU ACHO ISSO FOFO! Porque o desejo “egoísta” dele é ficar ao lado do Victor comendo Katsudon! Omg que sentimento puro e simples!! T-T

Mas enfim, depois disso Yuri ficou desnorteado. Ele tentou procurar uma maneira de achar a essência de sua apresentação (Amor Eros), mas não conseguia se expressar devidamente. Lógico que o Victor deu uma mãozinha…

2-horz-vert
Esse fanservice ainda me mata…

Então – após a competição – Yuri se transformou de verdade! Ele descobriu estranhamente que sua interpretação pessoal do Amor Eros era semelhante a um katsudon (comida típica japonesa)! Fora isso, Yuri decidiu mudar um pouco sua apresentação. A coreografia do Amor Eros era baseada na história de um homem que seduzia as mulheres e em seguida as deixava, ele não gostava dessa interpretação então decidiu encenar a coreografia no ponto de vista de uma mulher. Juro pra vocês que achei isso sensacional. 

1-horz
Nosso baby¹ cresceu
1-horz
E nosso baby² também foi obrigado a crescer

Essa competição foi o início tanto para o Yuri – que ganhou confiança em si mesmo -, quanto para o Yurio – que enxergou suas falhas e decidiu mudar.

Por um momento, eu quero chamar atenção ao caso do Yurio: eu acho Yuri Plisetsky um personagem incrível. Ele não se dá o luxo de sofrer, já repararam nisso? Ele expressa determinação através da raiva. Mesmo após perder, as únicas coisas que pensou foram “eu já sei o resultado”, “vou voltar para a Rússia” e “vou ganhar”. Esse seu gênio inabalável é encantador, eu espero que sua personalidade sólida influencie muito o Yuri durante a segunda temporada. Outra coisa importante que não vejo as pessoas comentarem na internet: a amizade dele com a Yuko. Não importa se as pessoas enxerguem isso de uma maneira romântica ou como uma simples amizade, porque uma coisa é inegável… ele muda quando está na presença dela.

1yuriii-horz.jpg
Ele é naturalmente hostil, mas com ela é tipo “ok… tudo bem… vou me calar agora”

Obs: ela é casada, mas essa amizade deles é fofa demais.

==========================================================================

Depois dessa competição, somos presenteados com um episódio ímpar – especial – que ao meu ver, foi um dos episódios mais importantes durante todo o anime: o episódio 4. 

Por que? Bem, para mim esse episódio foi uma espécie de “porta”. Estou falando daquela cena dos dois na praia conversando sobre vivência, sentimentos e pessoas. Yuri – pela primeira na vida – desabafou com alguém. Ele deixou seu orgulho de lado e foi honesto: contou ao Victor suas experiências e o porquê de ser tão fechado ao ponto de não deixar as pessoas se aproximarem dele. No meu ponto de vista, muito além de um desabafo, Yuri estava pedindo ajuda. Eu achei isso uma coisa tão bonita e singela que nem liguei para o fanservice do episódio. Acho que antes da relação técnico-aluno e futuros amantes, nesse episódio eles se apoiaram como amigos.

“Eu sempre te admirei. Estava te ignorando porque não queria que visse meus defeitos”

1yu

Confiar em alguém não é fácil, mas independente das consequências: Yuri confiou em Victor. Esse momento ficou registrado na minha cabeça, porque Victor respondeu aos sentimentos de Yuri com as melhores palavras possíveis:

vlcsnap-2016-10-27-14h46m06s230-vert

Nós, que assistimos todos os episódios de Yuri on Ice, entendemos bem o porquê desse anime ser tão especial: ele exala compaixão. 

Os personagem evoluem, mas não esporadicamente. Eles têm medo, dúvidas e CHORAM! E nós abraçamos toda essa insegurança de braços abertos, porque sabemos muito bem o que é passar por tudo isso. Yuri virou uma espécie de amigo próximo, irmão, para alguns até filho. Muitas pessoas ao redor do mundo – patinadores artísticos ou não – se identificaram vendo esse anime ou lembraram de situações corriqueiras envolvendo pessoas próximas. Por que? Porque Yuri espelha uma pessoa real. Ele não tem poderes, ele não é um prodígio, ele é inseguro e o mais óbvio: ele não é um Naruto da vida. Entendem o que quero dizer? Ele não tem a imagem de um protagonista de anime shounen ou de um anime popular de esportes como Slam Dunk, Kuroko ou Haikyuu!! que fomos influenciados a estereotipar através dos anos. Mas é exatamente por isso que Yuri é tão querido.

Katsuki Yuri é o personagem mais humano que já vi durante toda essa minha jornada de animes e mangás.

ELE DESABA

1vdd-vert

QUEBRA

1-yuu

CAI

1vdd-horz

MAS SEMPRE VOLTA MAIS FORTE

1

Yuri possui essa escadinha emocional imaginária. Mas apesar dos contratempos… ele sempre, do jeito dele, consegue dar a volta por cima.

|OFF| Esse episódio 7… esse episódio 7… amigos, que episódio foi esse?

❥ VAMOS FALAR SOBRE AMOR:

1

Yuri on Ice é um anime sobre esporte, mas isso não significa que não tenha romance. Não falarei sobre as pessoas ignorante que xingam essa obra de “lixo de yaoi”, eu já deixei bem claro no começo da análise sobre o que penso desse tipo de gente. Aliás, nem na categoria de yaoi esse anime está.

Muito além de um anime de esportes ou rotulação non sense, Yuri on Ice é uma produção que foca nas relações humanas. A autora expressa isso muito bem através de seus personagens, cenários e traços. Confesso que o traço (e gráfico) influencia bastante nesse tipo de anime, até porque é um anime de esportes e requer uma boa resolução. Mas longe disso, estamos falando de amor aqui, todos esses quesitos permitem que as pessoas que assistem enxerguem com mais clareza a atmosfera das cenas, expressões e sentimentos. Lógico que ao longo dos episódios a staff trabalhou gradativamente no fanservice, tudo muito moderado, mas sempre tem aquelas opiniões…

  • – Você viu aquelas cenas? Quem assiste esse tipo de anime ****?
  • – Eu sei que é um anime de patinação do gelo com relacionamento homoafetivo, mas…

Olha… se vamos falar de grau de moderação de fanservice, Yuri on Ice não chega nem nos 5% do que esses animes ecchis – cheios de mulheres com os seios do tamanho da panela de pressão da minha mãe – fazem . E MAIS, ao invés de lotar o anime de fanservice, Yuri on Ice trabalha muito mais o lado sentimental dos personagens.

Existe uma coisa chamada respeito nesse anime.

Independente se você sente atração por uma pessoa do mesmo sexo ou não, nessa animação: TODO MUNDO RESPEITA SUAS ESCOLHAS. Não existe piadinha, ou comentários toscos (machistas) típicos de mangás shounen/shoujo  “ah mas ele é homem”.

É INCRÍVEL: no anime as pessoas não estão nem aí!

1-horz

3vdd

MELHOR: elas não discriminam ou sentem vergonha. ELAS ENCORAJAM!

5

Gente, isso é tão lindo.

As pessoas riem da minha cara quando digo que Yuri on Ice é um anime revolucionário. Não existem mentiras em minhas palavras. Essa animação representa a imagem do que a sociedade deveria ser. Foi o primeiro anime que tratou sentimentos humanos de um jeito igualitário, honesto e real. Aqui as pessoas não são tratadas como mercadoria e apesar de existir fanservice: a staff não distorcem a imagem de Yuri ou do Victor como fazem com personagens femininas em animes populares.

ANOTEM MINHAS PALAVRAS = > No dia que o mundo virá um Yuri on Ice 3D, onde as pessoas cuidam de suas vidas e espalham compaixão, A  HUMANIDADE ESTARÁ SALVA!

E o mais legal durante o desenvolvimento do anime é que o amor que Yuri e Victor sentem um pelo outro é recíproco. O carinho é nítido e todo mundo, TODO MUNDO que não é cego consegue enxergar que eles são um casal.

“Ah mas a produtora não assumiu que eles são um casal”

DIZ ISSO PRO VICTOR:6-horz

“Ah mas o beijo não foi um beijo”.

AHAM… OK…1vdd-horz

Esclarecendo algumas coisas:

  • Se o beijo não fosse um beijo, os personagens secundários não estariam fazendo aquela expressão de surpresa.
  • Nos últimos segundos do anime, a autora deu uma pista que o beijo foi algo real… porém, censurado (calma, vou explicar isso na conclusão).

CONCLUSÃO:

Achei o final de Yuri on Ice apressado, pelo menos eu tive essa impressão. Também senti aquela tristeza momentânea pelo anime estar acabando, quem nunca? Até aí tudo bem, mas a primeira cena que vejo do episódio 12 (final) é do Yuri dizendo que não quer mais o Victor como técnico, que agradece por ter auxiliado ele todo esse tempo e que vai parar de patinar.

Nessa altura do campeonato, eu já tava assim:

1k

Só mais tarde fui entender o real significado daquilo. Yuri estava sendo Yuri. Desde o primeiro encontro dele com o Victor ao último episódio do anime, Yuri sempre colocou os sentimentos do Victor acima do seu. Mentira? Ele pensou até na autoconsciência do Victor quando o cachorro dele estava prestes a morrer – acho esse episódio até que interessante, porque é um dos poucos momentos que podemos enxergar como o Yuri consegue se virar sem o Victor por perto. 

Mas o que isso tem a ver com o Yuri falar essas besteiras?

AMIGOS, ESTOU FALANDO DO EPISÓDIO 11! LEMBRAM? Nesse episódio Victor Nikiforov acordou pra vida! Yuri Plisetsky deu um belo soco de realidade na rosto do Victor e diferente das outras vezes: Victor se sentiu ameaçado. Por que? Porque depois de assistir a apresentação do nosso Yurio, ele sentiu uma coisa única: estava sendo superado. E não, ele não podia fazer nada a respeito, POIS AGORA ELE ERA UM TÉCNICO! 

E LÓGICO: YURI NOTOU ISSO! Ele percebeu esse conflito interno do Victor quando o viu assistindo a apresentação do Yurio e do Chris. Então, o que nosso protagonista fez? Ele colocou o Victor como prioridade, mesmo que isso significasse parar de patinar. 

“MAS SE VOCÊ CONTINUAR COMO MEU TÉCNICO…”

1-ahh

SÓ QUE NÃO É BEM ASSIM QUE AS COISAS FUNCIONAM, YURI…

– POR QUE? –

PORQUE VOCÊ É O ÚNICO QUE CONSEGUE FAZER ESSE CARA CHORAR DE AMOR E ORGULHO

1aaa

Acreditem, eu chorei junto com o Victor nessa cena. O sentimento de altruísmo do Yuri é tão puro, mas tão puro que a gente se comove involuntariamente.

E só depois disso… o Victor consegue responder o Yuri honestamente: 

“Parabéns, Yuri. Ver os dois Yuris batendo meus recordes é a maior felicidade que posso ter como coreógrafo e técnico. Mas como competidor, não tem a menor graça.

Ele decide que continuará sendo o técnico do Yuri, mas irá patinar (em competições) ao mesmo tempo. Não sei se isso é possível dentro do mundo da patinação artística, mas espero que seja. PORQUE EU QUERO MUITO VER ISSO ACONTECER! Imaginar isso faz aflorar um dos meus instintos mais insanos: curiosidade. 

Yuri ainda não possui um “estilo”. Isso não é novidade. Ele ainda não encontrou um, justamente porque até agora se espelhava 100% no Victor. E eu acredito que na segunda temporada tendo o Victor como concorrente, ele vai ter que encontrar um jeito original de superar sua admiração por ele. Isso se ele quiser vencer, lógico.     

Outras coisas que gostei bastante nesses últimos episódios:

  • A autora desmistificou a ideia de perfeição. Como assim? Ela pegou o personagem considerado mais perfeito do anime, JJ (STYLEEE! ‘-‘ kkkk), e o transformou em uma pessoa normal. Quando eu vi o JJ naquela situação (errando toda a coreografia), inicialmente eu ri… nem vou negar. Mas depois eu me identifiquei. Às vezes, por mais confiante e preparado que você esteja, se no dia seu psicológico atrapalhar: já era. Contudo, isso é normal! Acontece com todas as pessoas ao redor do mundo (“ah, mas isso nunca aconteceu comigo” -> sai daqui, seu ciborgue).
  • Yuri Plisetsky é exposto.

ELE É… DESMASCARADO 

2yurio-vert

E FORÇADO A REVELAR SEUS REAIS SENTIMENTOS 

1yurioovdd

“NÃO ME DESAPONTE”

Nota: primeiro o episódio sai em inglês, depois o fansub brasileiro traduz para o português. Eu assisti esse episódio em inglês, a tradução da segunda imagem para o português está errada! Yurio fala “Se você parar agora, EU IREI FAZER VOCÊ SE ARREPENDER PELO RESTO DA SUA VIDA.” *fofo demais esse menino

Já deve ser de conhecimento de vocês que considero Yuri Plisetsky um dos melhores personagens de Yuri on Ice, justamente porque ele possui um gênio forte. A questão é que nosso Yurio, apesar de ser honesto, às vezes não consegue enxergar seus reais sentimentos. E, por ironia do destino, não sei se vocês já repararam: ele consegue ser a alavanca que move o enredo. “Ah, mas ele não é o personagem principal” e daí? O único que fez o Victor sofrer dualidade de objetivos foi o Yurio e, também, foi o único que fez com que o nosso protagonista bobão petrificasse no último episódio com sua apresentação. Mas o que eu acho mais engraçado é que: ele faz tudo isso sem dizer sequer uma palavra aos dois. 

|OFF| Também acho bonito quando ele lembra de todos que ajudaram ele na última apresentação, inclusive da Yuko. Eu juro que queria fazer um tópico unicamente para Yuri Plisetsky, mas nossa… esse post se tornaria um grande livro.

  • Agora, senhores, eu quero chamar atenção para os últimos segundos do anime…

ESTÃO  ENXERGANDO BEM ESTA CENA? SENDO MAIS ESPECÍFICA: ESTÃO ENXERGANDO BEM ESTA PONTE?

1vic-horz

GENTE.. ESSA PONTE EXISTE!

111

Essa ponte se encontra em São Petersburgo – Rússia. 

Ela é famosa, pois é chamada de “Posteluyev”, que pode ser traduzido como “A ponte dos Beijos”.

CALMA
Respira

Existe uma espécie de profundidade histórica em relação à essa ponte, pois ela era e ainda é… o ponto de encontro de amantes e amantes secretos. Dizem que se você beijar seu amado nessa ponte, você será feliz para sempre (parece até história da Disney). Também é um lugar de despedidas.

Quando eu descobri isso fiquei tão maravilhada, porque além da série se despedir justamente nesse momento, nessa ponte, nós sabemos que por trás disso tudo existem vários e vários outros significados.

OBS: Por isso que, diferente do que muita gente anda dizendo pela internet, eu não vi a necessidade de um beijo explícito no episódio final. Não quer dizer que não precisa, mas não faz falta. O problema é que as pessoas precisam de uma “prova” para confirmar que eles estão juntos, mas gente… eles estão juntos. Não precisa de uma prova para isso, sabe por que? Porque os próprios fãs instigam e acreditam nisso, A PRÓPRIA AUTORA DEIXA PISTAS.

“Ah mas por que ela não divulga logo tudo de vez?”

Porque estamos falando da mídia japonesa. Contudo, para nossa alegria Yuri on Ice ganhou a atenção do mundo e com isso: novas produções. Só essa grande conquista somada ao fato da autora expressar singelamente os sentimentos dos personagens… é o bastante. A gente não precisa de uma “prova” pra uma coisa dessas.

Tópicos rápidos:

> Não gostei muito do Yuri não ter vencido a competição. Talvez eu aceitasse isso mais abertamente se o Yurio não tivesse caído no início da apresentação – traduzindo: ter feito uma apresentação “perfeitinha” igual a do Yuri. Mas, como eu sou leiga nesse universo da patinação artística no gelo: não tenho muito o que opinar sobre isso (posso estar errada, mas acho que o Yurio ganhou alguns décimos por saltar com as braços levantados).

> JJ não merecia o terceiro lugar. Otabek foi injustiçado. 

> Quero conhecer mais sobre o Victor. Não consegui escrever quase nada sobre ele nessa resenha, porque ele é muito neutro, inconstante e cabeça de vento. Talvez seja apenas minha impressão, mas ás vezes eu não consigo ter a mínima ideia do que se passa na mente dele.

CURIOSIDADES:

Depois de descobrir sobre a ponte de São Petersburgo, acreditem…eu não parei de pesquisar por dias em sites americanos, russos e japoneses. Então, no meio de toda essa minha insanidade, descobri umas coisas legais:

> TODOS OS CENÁRIOS DE YURI ON ICE EXISTEM NA VIDA REAL.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Tem muita foto, mas acreditem: vale a pena olhar todas.

Juro que fiquei bastante impressionada com isso. Para quem conhece ou já esteve em algum desses lugares, deve ser bastante gratificante ver um autor de uma obra mundialmente conhecida homenageando localizações que você conhece/frequenta.

> ALGUNS PERSONAGENS SÃO BASEADOS EM COMPETIDORES REAIS:

yuri-on-ice-comparison-04-horz
Phichit Chulanont  x  Michael Christian Martinez
yuri-on-ice-comparison-08-horz
Leo de la Iglesia  x  Jason Brown
yuri-on-ice-comparison-11-horz
Guang Hong Ji  x  Boyang Jin
yuri-on-ice-comparison-07-horz
Yuri Plisetsky  x  Yulia Lipnitskaya
yuri-on-ice-comparison-13-horz
Yuri Katsuki  x  Yuzuru Hanyu
yuri-on-ice-comparison-06-horz
Victor Nikiforov  x  Evgeni Plushenko  x  John Cameron Mitchell

OBS: o personagem do Victor é mesmo inspirado em duas pessoas. O primeiro é Evgeni Plushenko, ele é considerado uma lenda… ganhou 4 medalhas olímpicas, foi 3 vezes campeão do mundo e quatro vezes campeão do Grand Prix Final. Até aí era inegável a inspiração, PORÉM…  Junichi Suwabe (seiyuu do nosso amado Victor, Aomine e do sexy Jae-Ha) comentou em seu twitter que Plushenko não era inspiração suficiente para o personagem do Victor. Dias depois, Mitsurou Kubo (autora de Yuri on Ice) confirmou em seu twitter que o Victor era baseado também no John Cameron. Por que? Porque ela o viu durante uma viagem a Nova York e o achou bonito – além de talentoso, claro.

OBS²: Evgeni Plushenko e Yulia Lipnitskaya fizeram parte do mesmo time olímpico em 2014. Alguns dizem serem amigos – deve ser por isso que no anime Victor e Yurio possuem uma relação próxima.

> O ANIME É FAMOSO ENTRE PATINADORES:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Evgenia Medvedeva é uma patinadora russa e otaku assumida. Seu twitter é repleto de coisas relacionadas à animes e mangás, especialmente Yuri on Ice. Ela se tornou uma grande fã do anime, só de ver essas imagens já deu pra perceber néh.

ENFIM…

Yuri on Ice se tornou um dos meus animes preferidos. Ele conseguiu englobar muitos assuntos diferentes, divertidos e polêmicos. Foi uma das poucas obras que trouxe uma temática inovadora mesclada com temas considerados tabus. A naturalidade com que as coisas fluem nessa obra é incrível, eu gosto disso e queria muito que o mundo fosse assim.

Por que, honestamente, o que eu aprendi assistindo Yuri on Ice – além das técnicas de patinação no gelo – foi algo triste, pois o que mais sobra nesse anime e falta todo santo dia no nosso mundo é amor.

Espero que os tempos mudem daqui pra frente. 

|OFF|  Eu percebi que não adianta, mesmo esse anime tendo um final apressado e a qualidade do gráfico ter caído nos episódios seguintes, eu ainda quero dar 10 pontos pra ele no MyAnimeList. Não adianta. É original demais.


Fontes: as imagens dos cenários foram tiradas de um site americano chamado Chunchyroll; as informações sobre os patinadores foram retiradas de um site americano chamado GoBoiano e outro japonês chamado Natalie. E sobre a ponte de São Petersburgo… achei a imagem no twitter (não me lembro o nome do perfil) e a explicação do significado da ponte num tumblr russo/americano chamado Anniech.

Tuuudo isso upado à minha habilidade de stalkear level 1000 no twitter e no google.  


Cara, se você conseguiu ler tudo até aqui… MUITO OBRIGADA!

Desejo que essa resenha tenha te ajudado a entender algumas coisas sobre o anime e te surpreendido em algum momento.

Aliás,

sinto que

estou esquecendo

uma coisa  importante…

yurio1-horz

– See you space cowboy

5 comentários em “Yuri!!! on Ice – Análise do anime”

  1. Sua visao foi a mesma que a minha gente concordo plenamente com tudo que você disse gente foi perfeita com todas as palavras amei como planejou ela muito bem .
    Eu shipo muito o Yurio e otabeke kkkk o Yurio e meu personagem preferido claro depois do otabeke .

    O você viu o treiler da 2 temporada ?
    O Yurio vai arassar gente ele esta tao eros kkkk

    Curtido por 1 pessoa

    1. Fico feliz que tenha gostado da resenha e muito obrigada por comentar! \o/ Eu até hoje não consigo acreditar que escrevi tudo isso sobre um anime kkkkkk tive que pesquisar bastante.

      OFF: Eu também to shippando muito o Yurio com o Otabek ❤ ahushuashus

      Eu vi o trailer sim… Menina do céu, o que foi aquilo? Ele tava eros? Mentira, ele tava destruidor!! *-*

      Curtir

  2. Oq eu posso dizer dessa resenha maravilhosa?? EU A M E I
    Sério! Vc escreveu tudo oq penso de YOI! Finalmente alguém entende com clareza que não é só um anime de esporte qualquer que você sabe que o protagonista vai vencer pq ele é o protagonista. Não! É um anime de esporte que retrata um personagem incrivelmente HUMANO! E o desenvolvimento da trama é algo tão puro e natural que faz nós, telespectadores, nos apaixonarmos.
    Katsuki Yuri é a criatura 2D mais humana que cheguei a conhecer nesse mundo de otakus. E isso que o torna tão cativante e é capaz de nos emocionar com sua evolução e, é claro, torcer por ele tanto na competição quanto pela relação dele com o Victor. O casal mais lindo, puro, fofo, NATURAL que há.
    E a propósito, não há dúvida alguma se eles estão juntos ou não. Qualquer um percebe que eles são um casal, a autora deixa pistas a todo momento até por exemplo na cena do hotel em barcelona que dá pra perceber que eles juntaram sim as camas de solteiro. MAIS UMA, FOI BEIJO SIM. TCHAU.
    Enfim, AMEI essa resenha!
    *Parar de comentar aqui, me empolguei demais!

    Curtido por 1 pessoa

    1. OMG! Muito obrigada por comentar!!

      Eu achei Yuri on Ice um anime de uma sensibilidade tão linda, mas tão linda que eu tive que escrever sobre ele. As relações humanas são mostradas de um ângulo diferente – de um jeito mais terno – e isso acabou comovendo muitas pessoas ao redor do mundo. Existem vários pontos de vistas sobre o anime, mas eu fico MUUITO FELIZ por você ter gostado e se identificado com minha opinião!! XD

      Apareça sempre por aqui! ♥

      Bjs, sua lindaaa!!

      Curtir

Comenta aí, meu povo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s